15/04/2019

Jardins e Moema são os bairros com condomínios mais caros de São Paulo

Mooca, Vila Nova Conceição e Itaim Bibi também aparecem em pesquisa realizada pela Lello

Fonte: ZAP em Casa

Os bairros Jardins e Moema, localizados respectivamente nas regiões oeste e sul, abrigam os condomínios mais caros da cidade de São Paulo, mostrou o levantamento realizado pela empresa de administração condominial Lello Condomínios.

Em média, o morador do Jardins paga o valor mensal de R$ 1.718,07, equivalente a cerca de 173% de um salário mínimo, em perspectiva. O de Moema, por sua vez, arca com R$ 1.716,61 todo mês.

Também apareceram na pesquisa os bairros Mooca (R$ 1.120,77), Vila Nova Conceição e Itaim Bibi (1.650,95), Morumbi (R$ 1.574,76), Perdizes (R$ 1.302,68), Santana (R$ 1.083,20) e Vila Mariana (R$ 1.155,65). Já na lista de bairros com menor taxa condominial, o Tatuapé, na região leste da cidade, figura em primeiro, com média de R$ 1.048,16.

Com nova lei, casos de inadimplência em condomínios de SP mantém aumento

condomínios
A diferença entre o valor do condomínio mais caro e o mais barato é de R$ 669,91 (Foto: Shutterstock)

Segundo a gerente de Relacionamento com o Cliente da Lello Condomínios, Angélica Arbex, o elemento que mais pesa no valor de uma taxa condominial é o número de unidades que compõem o condomínio, já que quanto menor o número de pagantes, maior o valor individualizado.

“O principal fator, no geral, é o número de unidades de cada empreendimento. Condomínios com apenas uma torre e poucos apartamentos costumam ter uma cota mais elevada porque a arrecadação do prédio é dividida entre um número reduzido de moradores. É o que acontece, por exemplo, em muitos condomínios situados nos Jardins e em Moema”, conta.

Conheça a história dos condomínios residenciais

Saiba o que não pode faltar em seu contrato de aluguel:

+O preço do apartamento que você quer é justo? Saiba o que observar

+Saiba o que fazer quando o comprador atrasa o pagamento do imóvel

+Veja tudo que você precisa saber na hora de colocar um imóvel à venda

+Confira a documentação para compra e aluguel de imóveis