26/08/2008

Conforto e beleza para a casa

Fonte: Jornal da Tarde

Investir em luminárias, cortinas e objetos de decoração pode transformar a sua casa

Zap o especialista em imóveisCom a expansão da economia, o brasileiro passou a ter mais condições de se preocupar com a decoração

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na esteira do boom imobiliário e na boa fase da economia do País, o brasileiro passou a ter condições de se preocupar mais com a decoração da casa. Na região Sudeste, pelo menos 24% dos consumidores têm intenção de comprar vasos, tapetes e enfeites, entre outros utensílios, para enfeitar o lar em 2008. No ano passado, esse índice era de 14%. Isso é o que mostra pesquisa da Cetelem, financeira do banco BNP Paribas.

E com apenas alguns objetos e bom gosto já é possível tornar o ambiente mais agradável. “O conceito do que é aconchegante é amplo e depende muito da pessoa”, afirma o arquiteto de interiores Ricardo Caminada. “Algumas almofadas no sofá já podem deixar o ambiente mais agradável. E eu gosto bastante de paredes revestidas.”

Caminada lembra que aconchego não é sinônimo de ambiente carregado. Quem gosta de tapetes, por exemplo, deve investir em peças lisas, para não haver concorrência entre cores e estampas. A escolha do tecido de sofás e almofadas também deve obedecer ao tato – e não apenas à visão. “Sinta o tecido com os olhos fechados para descobrir o que mais lhe agrada”, aconselha.

A arquiteta Clarissa Strauss defende o uso de uma iluminação adequada e de cortinas. “Elas deixam o ambiente aconchegante. Mas eu gosto dos modelos clean, nada muito pesado”, explica. “E a pessoa também pode usar tapetes felpudos.” As cores mais aconchegantes, segundo ela, são as “quentes”. “Gosto de cores como o terra e o bege.”

Entre os móveis, os materiais escolhidos também influenciam o conforto da casa. “No sofá, é possível usar tecidos aconchegantes, como o veludo e o ultra-suede, que é uma camurça sintética. Isso dá um toque aveludado de conforto”, diz.

A escolha de móveis e demais objetos de decoração depende da personalidade de cada um. “Não gosto muito de porta-retratos. Mas a pessoa pode, por exemplo, concentrar uma coleção de fotos em um painel, colocado na parede. Isso dá destaque para as fotos”, diz a arquiteta.

Outra opção é pintar apenas uma das paredes do cômodo com uma cor mais forte, criando um contraste. “Tudo vai depender do estilo. As próprias cores e cortinas escolhidas dependem muito da pessoa”, afirma Clarissa.

O conforto foi um dos itens que orientaram a empresária Patrícia Pirillo, que redecorou sua casa há alguns meses. “Coloquei cortinas e almofadas com motivo retrô para personalizar o ambiente”, explica Patrícia. Ao escolher os tecidos das almofadas, ela deu preferência ao veludo. “Com almofadas e revestimentos na parede, já é possível alegrar e atualizar um ambiente”, afirma. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.