17/02/2014

Conheça a história da Tijuca

Em 1870 a região foi considerada zona urbana, adquirindo melhores condições de transporte, água encanada, esgoto, iluminação

Fonte: ZAP Imóveis

Saiba mais sobre a historia da Tijuca e as principais características no Rio de Janeiro do bairro Tijuca.

Na língua tupi, “Tijuca” significa charco, pântano, alagadiço. E, na época do descobrimento do Brasil, os primeiros exploradores escutavam isso dos índios. De fato a área era um grande pântano.

O terreno foi doado à Sociedade de Jesus por conta de uma interferência de Mem de Sá. Ali, os jesuítas montaram três engenhos de açúcar. Mas, em 1759, os jesuítas foram expulsos do País, e os terrenos abandonados foram vendidos pelo governo a centenas de novos sitiantes.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Em 1760, foi introduzido o café no Rio de Janeiro e foi ele que permitiu a ocupação mais intensa do bairro Tijuca. O produto ajudou a transformar o bairro e a expandi-lo. Em 1870 a região foi considerada zona urbana, adquirindo melhores condições de transporte, água encanada, esgoto, iluminação.

Conheça a história da Tijuca
O bairro de classe média alta é localizado na Zona Norte da cidade (Foto: Thinkstock)

No início do século 20, os morros do bairro da Tijuca começaram a ser ocupados, tendo surgido a primeira favela do bairro: a do Morro do Trapicheiro, depois denominado Morro do Salgueiro; as Favelas do Borel e da Formiga surgiram em seguida.

A Tijuca também fez histórias com os seus cinemas, como o da rua Haddock Lobo, chamado Pathé Cinematográfico. Tempo depois o bairro trocou a decadência dos cinemas pelo sucesso do futebol. Em 1950 era aberto às margens do rio Maracanã, o estádio Mário Filho, o maior do mundo. Conheça as ofertas de imóveis na Tijuca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.