26/05/2010

São Paulo: Conheça a história da Barra Funda

Região é famosa por ser o endereço do Memorial da América Latina, projetado por Oscar Niemeyer

Fonte: ZAP

O bairro da Barra Funda nasceu do loteamento da fazenda Iguape. Logo após a divisão da área, os italianos começaram a povoar a área. Uma das razões para a imigração era a construção de uma ferrovia no local. O nome do distrito surgiu porque no passado, a barra do rio Tietê na região era muito funda.

O progresso da Barra Funda SP está estreitamente ligado à construção de estradas de ferro para o escoamento da produção do café na cidade. Por conta disso, tornou-se um bairro operário, que abrigava trabalhadores ao longo dos trilhos da ferrovia, que ensacavam as mercadorias produzidas pelas fábricas.

Outro fator que colaborou para o desenvolvimento do bairro foi a construção do Parque Industrial das Fábricas Reunidas Francisco Matarazzo, instalado no bairro vizinho da Água Branca, em 1920.

A região sofreu um forte abalo com a crise de 1929, que resultou no fechamento de empresas  e na saída de famílias endinheiradas para outros locais. Após há alguns anos, muitas casas deram lugar a estabelecimentos comerciais e prédios de negócios se instalaram nas redondezas.

Memorial da América Latina (Foto: Divulgação)
Memorial da América Latina (Foto: Divulgação)

INFRAESTRUTURA: O bairro conta com o Terminal Intermodal Barra Funda que reúne todas as modalidades do transporte coletivo (metrô, trens, transporte rodoviário, ônibus municipais e intermunicipais). Também abriga o estádio do Parque Antarctica e o centro de treinamento (CT) do time de futebol Palmeiras e São Paulo. O Shopping West Plaza e Bourbon Shopping são os dois principais centros de lazer e compras da região. Além disso, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) e a UniNove têm grandes unidades no bairro.

TURISMO: Na divisa do bairro Barra Funda SP com Perdizes está o Parque da Água Branca. Além da área de lazer, o local tem espaços infantis e para a terceira idade, museu de arqueologia e, nos finais de semana, mantém uma programação permanente, incluindo festas folclóricas, exposições de animais, leilões e rodeios.

A Barra Funda é famosa também por ser o bairro das escolas de samba Camisa Verde e Branco e Mancha Verde, e pelo Memorial da América Latina, projetado por Oscar Niemeyer. O complexo é constituído por um acervo permanente de obras de arte, biblioteca e eventos itinerantes.

(Foto: Divulgação)
Galpões desocupados estão sendo ocupados por grandes empreendimentos (Foto: Divulgação)

MERCADO: Pesquisas apontam que a valorização de terrenos na região estourou. De acordo com a Associação de Moradores da Barra Funda, um terreno que, há dez anos, custava R$ 50 mil, hoje está em R$ 200 mil.

Como o distrito possui enormes galpões desocupados e a Prefeitura ainda autoriza grandes empreendimentos na região, o mercado definitivamente aposta na Barra Funda como o bairro paulistano da vez.

São Paulo: Conheça a história do Jardins

São Paulo: Conheça a história do Brooklin

São Paulo: Conheça a história do Paraíso

São Paulo: Conheça a história do Ipiranga

 

 + Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página


4 Comentários

  1. Adoro o Bairro da Barra Funda. Existem grandes áreas e acredito que muitos lançamentos acontecerão lá!

  2. Moro na Barra Funda e gosto muito Não quero nunca sair daqui.è uma pena que os “moradores de rua” estão tomando conta.Eles fazem muita sujeira principalmente ao lado do pronto socorro.Na rua Albuquerquer Lins os moradores sujam muito a rua. A prefeitura não poderia multar e fazer limpar quem suja?O predio da escola Conselheiro Antonio Prado também está abandonada. É uma pena. a gente pode fazer alguma coisa para salvá-la?Siméa

  3. Eu não recomendo a Barra Funda. Na minha opinião, a Barra Funda é um dos bairros/distritos mais feios da cidade de São Paulo. As ruas não são arborizadas, o que dá um aspecto cinzento e árido ao bairro. Além disso, as opções de compras/serviços são poucas, o que obriga o morador a recorrer a outros bairros (Santa Cecília, Campos Elíseos, Perdizes, Pompeia etc).Pode ser que daqui a alguns anos, o bairro possa estar melhor, mas atualmente o urbanismo em todo o distrito da Barra Funda é sofrível.Enfim, odeio a Barra Funda. Mudei para o bairro em 2005 e não vejo a hora de ir embora para outro distrito, de preferência bem longe das imediações da rua do Bosque (onde vivo).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.