03/06/2007

Conheça as tarifas do financiamento

Fonte: O Estado de S. Paulo

Compra parcelada requer pagamento à vista de taxas administrativa, jurídica ou de abertura de crédito

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisCAIXA – Banco cobra taxa administrativa de R$ 25 para imóveis financiandos por recursos da poupança

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando a aquisição do imóvel ocorre por meio de financiamento, há alguns encargos envolvidos na transação. São as taxas de avaliação do imóvel e de avaliação jurídica. Elas devem ser pagas no momento em que a linha de crédito é aberta. Em média, esses custos somados ficam em torno de R$ 800.

Conforme o superintendente-geral da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Carlos Eduardo Fleury, essas taxas pagam os custos operacionais que as instituições bancárias têm para verificar se o valor de compra do imóvel é compatível com o valor de mercado e também para checar se a documentação, tanto do vendedor como do comprador e do imóvel, está em dia. “É necessário saber se o comprador tem capacidade de pagamento e verificar se o imóvel tem algum impedimento jurídico para a negociação”, afirma. Ele ressalta que estas medidas tornam a transação mais segura para o comprador.

Há ainda a possibilidade de cobrança da taxa de abertura de crédito, mas esse encargo caiu em desuso. “Esse tipo de cobrança pode atrapalhar e afugentar o cliente”, diz Fleury.

A Caixa Econômica Federal cobra 1% do valor do financiamento na abertura da linha, mas não as taxas de avaliação do imóvel e de análise jurídica. O Banco do Brasil é um dos que têm as tarifas mais baixas. Cobra R$ 300 de avaliação do imóvel e R$ 300 de análise jurídica. O Itaú cobra R$ 340 para avaliar a casa ou apartamento e R$ 450 de análise jurídica.

Outra tarifa cobrada, mas que não é necessário pagar no ato da abertura do crédito, é a taxa de administração. Ela vem embutida nas parcelas do financiamento e custa de R$ 17,50 no Banco do Brasil até R$ 25,00 – valor cobrado por grande parte dos bancos.

Na Caixa, esse valor não é cobrado para famílias com renda até R$ 1.875,00. Para salários até R$ 4.900,00, é cobrada a tarifa de R$ 23,38 por parcela. Se o crédito for por meio de recursos da poupança, sobe para R$ 25,00.

Taxas

Abertura de crédito – Não é cobrada por todos os bancos, mas costuma ser cerca de 1% do valor do financiamento e é paga à vista;

Avaliação do imóvel – É cobrada à vista, antes da liberação do crédito. O banco checa se o valor da compra está compatível com o valor de mercado;

Análise jurídica – Esta tarifa cobrada à vista na abertura do crédito banca custos operacionais de verificação dos documentos do comprador, vendedor e do imóvel;

Administrativa – Esta taxa paga custos de manutenção do crédito e a cobrança já vem inclusa no valor das parcelas.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.