18/08/2011

Conheça o novo edifício mais alto do mundo

Fonte: O Globo
Mirante do edifício King Tower (Foto: Repdorução internet)
Mirante do edifício King Tower (Foto: Repdorução internet)

Um novo arranha-céu pretende desbancar o Dubai Burj Dubai, empreendimento inaugurado nos Emirados Árabes em janeiro do ano passado, que, com os seus 828 metros de altura, ainda é o mais alto do mundo. É a Torre do Reino (Kingdom Tower), que começa a ser erguida ainda este semestre na cidade de Jeddah, na costa do Mar Vermelho e sob a batuta da construtora da família de Osama Bin Laden, a Saudi Binladin Group (SBG). Desenvolvido pelos escritório Adrian Smith + Gordon Gill Arquitetura, o projeto tem custo estimado em US$ 1,2 bilhão e está previsto para ser inaugurado em 2016.

De acordo com as informações do site dos arquitetos, o edifício, de, pelo menos, 999 metros de altura, contará com um hotel, apartamentos residenciais e condomínios de luxo. Também terá o observatório mais alto do mundo, no 157° andar, que será acessado por meio de mais de 50 elevadores que transitarão a uma velocidade média de 10 metros por segundo nas duas direções.

Esta será a primeira obra da Kingdom City, região que terá 5,3 milhões de metros quadrados de área construída, com custo de construção girando em torno de US$ 20 bilhões. O novo bairro de Jeddah é idealizado pelo príncipe Alwaleed Bin Talal Bin Abdulaziz Alsaud, sobrinho do Rei da Arábia Saudita, Abdullah, e diretor da Kingdom Holding Company.

Vista aérea do novo arranha-céu, que começa a ser construíudo ainda este ano (Foto: Reprodução internet)
Vista aérea do novo arranha-céu, que começa a ser construíudo ainda este ano (Foto: Reprodução internet)

Segundo o site do escritório, o formato do edifício foi inspirado em plantas do deserto, unidas na base, mas que se separam no topo. O projeto prevê o edifício com uma base em forma de tripé, que, de acordo com os arquitetos, é ideal para o edifício. As “asas” pontiagudas, que produzem um efeito aerodinâmico, fazem com que a ação do vento na estrutura se torne menor.

A fachada do edifício será toda em vidro, com um sistema para minimizar as cargas térmicas. Além disso, os três lados da torre contarão com entradas que criarão sombra para vários andares. O prédio, de aparência esguia e assimétrica, deve se tornar um símbolo de renovação para a região.

LEIA MAIS:

Verticalização atinge todo o País e 1 em cada 10 brasileiros já mora em prédios

Hidrômetro individual é solução contra desperdícios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.