09/12/2014

Conheça os perigos da compra de imóvel sem escritura

Saiba quais são as consequências e por que vale a pena fugir dessa cilada

Fonte: ZAP

Adquirir um imóvel sem escritura é uma decisão arriscada, que pode gerar diversos riscos ao futuro do bem e de seu comprador. Isso porque se o vendedor não apresenta a documentação correta pode ser que ele nem seja, de fato, o dono da casa o apartamento em questão.

Quem compra um imóvel desse tipo fica sem qualquer garantia quanto à procedência do bem (se foi invadido pelo vendedor, penhorado ou transferido para outra pessoa). “Por estes motivos, esta é a situação com os maiores riscos para o comprador, que poderá perder o imóvel adquirido”, alerta o advogado Heitor Miguel.

Comprar um imóvel com escritura irregular é uma decisão arriscada (Foto: Shutterstock)

+ Vai comprar o primeiro imóvel? Veja dicas para não errar

+ Veja quais são as responsabilidades de inquilino e proprietário do imóvel

Existem  ainda casos em que o imóvel possui a matrícula, mas o comprador não lavra a escritura, bem como não a apresenta no cartório de registro de imóveis para atualização. “Normalmente, os imóveis sem escritura são decorrentes de proprietários que deixam de registrá-la por falta de dinheiro para pagamento do ITBI, que costuma ser de 2% do valor do imóvel, variando de acordo com o município”, explica Miguel.

Neste caso, os maiores problemas surgem anos após a aquisição do imóvel, quando o comprador pretende vendê-lo ou transferi-lo e precisa do vendedor para assinar e lavrar a escritura.

Outro problema comum é quando o comprador, que não lavrou a escritura e a registrou na matrícula do imóvel, morre e o imóvel precisa ser transferido para os herdeiros. “Em ambas as hipóteses uma das saídas legais é o reconhecimento da propriedade via usucapião, processo judicial que normalmente precisa de muito tempo para ser finalizado”, adverte o advogado André Pinguer Kalonki.

Sem a atualização da matrícula do imóvel, o vendedor poderá agir como atual proprietário, hipotecando-o, dando-o em garantia ou até mesmo vendendo-o para outra pessoa, mesmo já tendo assinado o contrato de compra e venda.

Nesta hipótese um advogado deverá ser consultado imediatamente para verificar a melhor estratégia a ser adotada para cada caso específico.

 

 

+ Título de capitalização pode ser oferecido como garantia locatícia

+ Veja dicas para alugar imóvel de temporada com segurança

+ Saiba anunciar seu imóvel na internet

+ Confira quais cuidados tomar ao investir em um imóvel para locação

+ Motor home da Ferrari vai a leilão

 

 

 + Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página

3 Comentários

  1. comprei um imóvel de uma pessoa,e eu financiei pela caixa econômica federal.agora me veio a dúvida,eu tenho a escrituta?ou só pega quando quitar?obrigada.

  2. estou pensando em adquirir um apartamento em um prédio particular, que o dono do terreno resolveu construir. o terreno é escriturado mas os apto não. como fica a situação de propriedade do terreno quando compramos um apartamento nessa situação? no ccv tem que constar a divisão do terreno pelo nr de apartamentos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.