28/07/2010

Conheça os tipos de seguro residencial disponíveis no mercado

Conheça os tipos de seguro residencial disponíveis no mercado

Fonte: Revista do ZAP

Especialistas explicam quais as coberturas que podem ser contratadas para proteger seu imóvel

Imagine que pelo preço de três pares de ingresso do cinema você pudesse proteger seus bens e seu patrimônio. O valor anual do seguro residencial, em relação à cobertura oferecida, aparece entre as principais vantagens citadas pelos especialistas. Neste exemplo, pagando entre R$ 90 e R$ 100 por ano, o proprietário contrata um seguro de R$ 90 mil para um apartamento de dois quartos. E o que este seguro inclui?

O corretor Ivan Barth, proprietário da Barth Seguros, em Porto Alegre, explica que a cobertura básica é sempre contra incêndios. Além dela, existem as chamadas coberturas acessórias, que podem ser incluídas na apólice de acordo com as necessidades do cliente.

Incêndio
Talvez lhe pareça que as chances de sua casa pegar fogo são mínimas, mas a corretora Adalina Marques, da Auxiliadora Seguros, na capital gaúcha, lembra que a apólice também vale para incêndios parciais. “Se houver queima (de área do imóvel) por excesso de aparelhos ligados na mesma tomada, por exemplo, o seguro cobre a reposição dos equipamentos danificados, mesmo que o resto da casa não tenha sido afetada”, explica. Ela registra entre três e cinco sinistros do gênero por mês, entre um total de 1,6 mil clientes.

Incêndio em Joinville, em SC, em maio
Incêndio em Joinville, em SC, em maio

A corretora alerta que a cobertura de incêndio inclui também móveis, roupas, utensílios, eletroeletrônicos e outros objetos de valor quantificável que estiverem no interior do imóvel. A apólice de conteúdo, no entanto, não cobre joias, dinheiro em espécie nem peças de artes.

Vendaval
O seguro contra vendaval cobre custos causados por ventos muito fortes – como os que passaram em Canela e Gramado, por exemplo, cidades da serra gaúcha. Para um reembolso de R$ 1 mil, em uma das estimativas o proprietário pagaria R$ 2 por ano; em outra suposição, com cobertura de R$ 10 mil, o valor fica em R$ 10 por ano. Adalina ressalta que a cobertura não inclui apenas a troca de telhados. “Se no destelhamento entrou água no imóvel e estragou algum móvel ou eletrônico, o seguro repõe estes itens também”, exemplifica.

Casa destelhada em Canela, após vendaval, em julho
Casa destelhada em Canela, no RS, após vendaval, em julho

Danos elétricos
Se um curto-circuito causa um pequeno fogo que estraga a televisão, o seguro contra incêndios cobre a reposição da peça. Se, em outra situação, um raio causa uma descarga elétrica que queima o aparelho, é o seguro contra danos elétricos que vai pagar o novo equipamento.

Segundo Adalina, a cobertura contra danos elétricos é uma das mais caras, pois o tipo de sinistro é comum. Na comparação de preços, por exemplo, uma cobertura de R$ 90 mil contra incêndio custa R$ 32, enquanto a de R$ 3 mil para problemas com a rede elétrica soma R$ 24 ao valor final da apólice.

Roubo
Da mesma forma que os danos elétricos, os roubos são problemas mais recorrentes que incêndios, por isso o valor daqueles é um dos mais caros dentre as cifras de coberturas acessórias. Em uma simulação com R$ 300 mil de cobertura contra incêndios, cujo valor é R$ 35,40, a contra roubo de R$ 10 mil custa R$ 59,01, de acordo com Barth.

Dois fatores influenciam esse preço: o tipo de residência e a cidade onde está localizada. As seguradoras supõem que apartamentos têm um aparato de segurança mais eficiente que as casas, por isso o preço é um pouco mais em conta – “mas nada expressivo”, pondera Adalina, sem citar números. O município em que a propriedade está também entra nos cálculos: as empresas cobram um pouco mais de quem vive em cidades com maior índice de criminalidade.

Apólice contra roubo é menor para apartamentos, supostamente mais seguros
Apartamento é considerado mais seguro, por isso apólice é mais barata

Perda ou pagamento de aluguel
A perda de aluguel reembolsa o proprietário que, por algum sinistro, fica impossibilitado de locar seu imóvel, e consequentemente fica sem a renda da transação. O seguro de pagamento de aluguel, por outro lado, é voltado aos inquilinos que ficam impedidos de habitar a residência alugada. Enquanto o imóvel é reformado, os locatários precisam procurar um hotel ou imóvel temporário, e o seguro paga o valor da despesa com essa estada. Nas simulações, a cobertura de R$ 4 mil custa R$ 3 por ano, e a R$ 12 mil soma R$ 10 no valor total da apólice.

Responsabilidade civil
Adalina e Barth destacam a cobertura de responsabilidade civil como uma das mais procuradas atualmente. Ela se aplica a casos em que o segurado é responsabilizado por danos a terceiros. Seu cachorro mordeu alguém? A diarista derrubou um vaso? Um cano estourou em seu apartamento e alagou o banheiro do apartamento de baixo? Seu filho quebrou a janela ou amassou o carro do vizinho jogando futebol? Em todas essas situações, a responsabilidade civil arca com os custos que seriam da pessoa física. Para cobertura do tipo familiar de R$ 5 mil, em uma estimativa, o valor é de R$ 7, e para cobertura de R$ 40 mil, R$ 16,96 por ano. No cálculo de Barth, a responsabilidade civil tipo esporte, empregada ou dano moral, cada uma com cobertura de R$ 8 mil, sai por R$ 10.

Alagamentos
O seguro contra alagamentos está na lista dos mais caros, pontua Barth. Adalina ressalta que muitas empresas nem oferecem essa cobertura acessória, pois além do alto custo ao cliente, tem alta taxa de risco à seguradora. Para uma apólice de R$ 10 mil, por exemplo, o valor anual fica em R$ 37.

Vidros, espelhos e mármores também podem ser segurados
Vidros, espelhos e mármores também podem ser segurados

Outras coberturas
Como coberturas acessórias os corretores citam ainda as que seguram vidros, espelhos e mármores, além da contra desmoronamentos – em uma simulação desta última, com cobertura de R$ 20 mil o valor anual fica em R$ 15,42. É possível, ainda, contratar a assistência 24 horas, que disponibiliza profissionais para serviços que vão desde troca da resistência do chuveiro a conserto de máquina de lavar e problemas de encanamento, entre outros.

>> Entenda a composição de preços do seguro residencial
>> Seguro contra incêndio é obrigatório em prédios
>> Veja como deixar sua casa mais segura
>> Conheça as dicas de decoração do Pense Imóveis

Tags: arquitetura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.