26/04/2012

Consumo de energia elétrica cresce quase 4% no primeiro trimestre de 2012

Consumo de energia elétrica cresce quase 4% no primeiro trimestre de 2012

Fonte: Revista do ZAP

Em comparação a março de 2011, o consumo de energia elétrica cresceu 6,1% em março de 2012, atingindo 38.575 gigawatts-hora

O consumo de energia elétrica no país cresceu 3,9% no primeiro trimestre do ano de 2012, registrando queda de 1,4 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre de 2011, quando o aumento da demanda havia sido de 5,3%.

Os dados constam da Resenha Mensal de Energia Elétrica de março de 2012, divulgada nesta quinta-feira, 26 de abril de 2012, pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Os dados indicam que o menor ritmo de crescimento no primeiro trimestre deste ano reflete “o comportamento dos consumidores industriais e residenciais, que apresentaram taxas inferiores às do ano anterior.”

Segundo a EPE, empresa responsável por pensar o planejamento energético do país,  o consumo total de energia na rede elétrica acumulou, de janeiro a março de 2012, 11.820 gigawatts-hora (GWh) – o equivalente a uma variação absoluta de aproximadamente 4,1 mil GWh.

Em comparação a março de 2011, o consumo de energia elétrica cresceu em março último 6,1% atingindo 38.575 gigawatts-hora. Esta expansão foi puxada, principalmente, pela elevação do consumo de energia elétrica no conjunto agregado das residências e do setor de comércio e serviços, que cresceu 9% quando comparado a março de 2011. Este crescimento na baixa tensão é a maior desde dezembro de 2009.

A forte expansão da demanda na classe comercial foi observada em todas as regiões do país, com destaque para o Sudeste, que respondeu em março por 53% da demanda energética no país. Ainda, segundo a EPE, as condições climáticas também contribuíram para o crescimento do consumo de energia nas residências, cuja demanda global chegou a 8%, em março.

Já o consumo de eletricidade nas indústrias manteve “a mesma dinâmica” dos dois primeiros meses do ano. O crescimento de 2,1% em março é comparável à expansão de 2,3% verificada no primeiro trimestre e à evolução de 1,8% dos últimos 12 meses.


Leia mais:
>> Nove medidas para baixar de vez sua conta de luz e ajudar a natureza
>> Como economizar energia elétrica com a TV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.