07/06/2010

Contornos de árvores, galhos e raízes inspiram designers

Fonte: O Globo
(Foto: O Globo)
A base da mesa de jantar mete às raízes da planta homônima do Arquivo Contemporâneo (Foto: O Globo)

Como que numa tentativa de recriar um jardim ou uma floresta fake dentro de casa, os contornos nada simétricos de árvores, galhos e raízes caíram no gosto de designers e artesãos. Em alguns casos, o processo de produção das peças não só respeita as formas naturais da madeira como também tira partido das suas imperfeições, preservando buracos, rachaduras e até mesmo marcas de queimadas e da ação do tempo. E quando não é reaproveitada, a madeira usada é a de reflorestamento.

No Arquivo Contemporâneo, o empresário João Caetano já elegeu um dos seus mimos atuais. Recém-chegada à loja, a mesa de jantar “Guaimbê” é uma referência estilizada do designer Paulo Alves às raízes aéreas da planta homônima, de caule vigoroso, que chega a atingir até três metros de altura.

“Além de funcional, esse móvel tem um forte apelo ecológico, pois a base é feita com aparas de madeiras maciças de várias espécies, como cumarú-ipê, roxinho, sucupira, jatobá e muiracatiara, cortadas em ripas com cantos arrendodados. O resultado é uma espécie de estrutura-escultura, que remete à um emaranhado de galhos”, diz Caetano.

Também é de Paulo Alves a estante “Floresta”, à venda no showroom Hetty Goldberg. A estrutura é de madeira de reflorestamento, o paricá, uma espécie amazônica.

Fascinado com uma história de cumplicidade e companheirismo entre um menino e uma árvore, o designer Pedro Useche criou o cabideiro “A árvore generosa”. O nome presta uma homenagem ao livro infantil homônimo, escrito pelo americano Shel Silverstein.

A peça, comprada pelas arquitetas Cláudia Pimenta e Patrícia Franco, ganhou um lugar de destaque num projeto recente da dupla.

“O modelo em forma de árvores tem mil e uma utilidades. Os galhos funcionam como mãos francesas, que repetem o desenho dos pés; as bandejas se sobrepõem e os nichos permitem usos diversos”, diz Patrícia, que também destaca um aspecto lúdico da peça: – Aos pés da árvore, há um cachorro e seu pote de comida, também feitos em madeira.

LEIA MAIS:

ESTANTES IRREVERENTES ORGANIZAM E DECORAM O AMBIENTE

VEJA COMO DECORAR SUA CASA EM UM CLIQUE

CONFIRA AS SOLUÇÕES USADAS PARA DIVIDIR OS CÔMODOS

3 Comentários

  1. Olá, bom dia, seus trabalhos são bastante legais, pois temos muita matéria prima a ser aproveitado e ser transformado em obra de artes, eu particularmente adoro trabalhar com esses produtos.Fiz um curso de designer e marcenaria na Itáli, e consegui ver o quanto a madeira é importante pára o mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.