12/11/2006

Contrato deve ser de fácil entendimento

Fonte: O Estado de S. Paulo

Técnica do Procon diz que consumidor deve exigir cópia da apólice e fazer leitura detalhada antes de assiná-la

Tiago Queiroz/AEZap o especialista em imóveisCondomínios – Sistema de segurança nos edifícios inibe, mas não impede ação de assaltantes

 

 

 

 

 

 

 

Não basta fazer um seguro residencial, é preciso saber com detalhes que tipo de contrato se está assinando. Esta é a opiniseguradorasão da técnica do Procon em São Paulo, Renata Reis.

Ela diz que a maior parte das queixas no órgão contra as seguradoras é sobre desentendimentos do plano em vigência. “O consumidor não é especialista em direito. Por isso o contrato deve ser extremamente claro e objetivo. Tudo deve ser entendido já na primeira leitura”, explica.

Renata diz que muitas vezes as pessoas fazem o seguro residencial sem dar a devida atenção. O contrato é feito às vezes por telefone ou internet e aí é bem possível que haja problemas no futuro. Assim, Renata recomenda explicitamente: “Não assine e depois peça para ler. Primeiro analise todos os direitos e cláusulas e , só então, ponha sua assinatura”.

Adicionais

Sobre os serviços opcionais e de convêniencia, a técnica do Procon dá a dica: não se deixe levar pela quantidade de vantagens oferecidas pela seguradora. Saiba julgar o que de fato poderá ser útil e necessário e, se for o caso, tente desconto no valor com a exclusão de alguns itens. “Muitas vezes o mesmo corretor que já cuida de outros seguros, como o do veículo e de vida , faz também o residencial e a pessoa acaba sem saber ao certo o que está contratando”. explica Renata.

Confiança

A técnica do Procon explica ainda que o consumidor também tem seus deveres perante a seguradora e precisa, acima de tudo, ser leal. “Quem contrata um seguro jamais deve camuflar dados. Se você mente para conseguir um abatimento no preço dizendo, por exemplo, que a residência possui alarme, a seguradora fatalmente descobrirá e todos os seus direitos serão perdidos”, diz ela, ressaltando que esse tipo de empresa normalmente tem equipes especializadas para investigar fraudes.

O cliente deve ser honesto também quanto ao tamanho do prejuízo em caso de sinistro e sobre a relação de bens segurados, quando esse documento for necessário.

Dicas

Alguns procedimentos simples na hora de fazer um seguro residencial podem evitar futuras dores de cabeça. Os principais são: sempre pedir cópia do contrato; detalhar os serviços da seguradora especificando de forma objetiva o que está sendo coberto e o tempo de reembolso (algumas peças como obras de arte e jóias podem exigir um contrato paralelo); pesquisar preços e negociar os valores e consultar o histórico da seguradora no Procon.

Garantias

Plano básico:
Incêndio;
Queda de raio;
Explosão de qualquer causa;

Opcionais:
Roubo e furto;
Danos elétricos;
Vendaval, granizo;
Impacto de veículos;
Quebra de vidros;
Acidentes pessoais;
Desmoronamento;

Serviços de conveniência:
Chaveiro;
Limpeza;
Transferência e guarda de móveis;
Serviços hidráulicos;
Serviços elétricos;
Reparos e locação de eletrodomésticos;
Reparo de telefonia;
Desentupimento;
Hospedagem;
Substituição de telhas;
Guarda de crianças;
Guarda de animais domésticos;
Segurança e vigilância

Procon: www.procon.sp.gov.br  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.