14/01/2007

Cor e fibras determinam a escolha

Fonte: O Estado de S. Paulo

Especificações do produto nesses dois itens vão mostrar para qual tipo de tráfego o carpete é adequado

Marcos Mendes/AEZap o especialista em imóveisModelo – New design, da Tabacow

Todo carpete transmite conforto e aconchego ao ambiente. E é natural que seja instalado justamente em locais em que essas sensações são o objetivo, como a sala de estar ou o quarto.

Isso, porém, não é suficiente para a escolha. É preciso saber o tipo ideal para revestir cada ambiente desses e tirar do produto o melhor desempenho.

Os fabricantes do produto informam que cada carpete é fabricado por um tipo específico de tráfego e assim é preciso verificar a especificação e saber para qual tráfego este produto é indicado.

 Conforme Rodolfo Zagallo, diretor de Marketing da fabricante Santa Mônica, a cor é determinante na especificação do produto: “Dependendo do tráfego, da área de trabalho e do local, um carpete que possua correta especificação em relação á cor terá maior durabilidade, uma vez que a sujeira fica encoberta.” Isso significa, salienta Zagallo, que as lavagens serão menos frequentes, aumentando a vida útil do produto.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisModelo – Carpete com desenhos, uma das opções do mercado

Luciana Acauã, proprietária da loja Barbantie Design, recomenda para a sala, por exemplo, os tons mais claros, dependendo da decoração “O único que fazemos ressalva é o de cor branca, afinal, suja com mais de facilidade.” Mas isso, segundo ela, não impede que se opte por esta cor, pois há possibilidade de contratar um tratamento de impermeabilização para o carpete.

Outro item importante do produto são as fibras, diz Zagallo, da Santa Monica. Podem ser naturais, – lã, algodão, juta, etc. – ou sintéticas – náilon, polipropileno, poliéster. “A fibra é a principal responsável pela qualidade e durabilidade de um piso têxtil”, ressalta Zagallo. (Veja nesta página informações sobre fios e características técnicas de cada fibra.)

Limpeza

A manutenção mais simples do carpete, como aspiração ou varrição, podem ser feitas diariamente, salienta Luciana.

Para remover manchas leves, ela sugere passar um pano limpo umedecido em água morna com vinagre; em manchas mais resistentes pode ser usado um limpa-carpetes da preferência do cliente, observando as instruções de uso nas embalagens. Luciana salienta que todo líquido derramado, inclusive xixi de animais, deve ser removido imediatamente e promovida a limpeza, com os itens por ela citados.

Cores e desenhos 

A oferta no mercado é muito variada tanto nos materiais, quanto nos desenhos. Existe até, segundo Luciana Cauã, a possibilidade de reproduzir imagens no carpete: “Por exemplo, se há um papel de parede e o cliente deseja reproduzir o barrado no chão, é possível”.

Sites: www.tabacow.com.br; www.smonica.com.br; www.barbantie.com.br

Tipos

Fio Cortado – Conhecido também como Saxony, macio ao toque, e de visual sofisticado. É a melhor escolha para áreas onde conforto no pisar é o mais importante.

Boucle – Por não terem os fios cortados, os carpetes deste tipo criam uma superfície mais sólida, facilitando a prática da manutenção, pois o pó fica sobre o carpete. Diferentes alturas de boucle no mesmo carpete criam desenhos interessantes. São indicados para áreas onde textura e design são desejados

Agulhado – Milhares de agulhas entrelaçando as fibras de polipropileno formam um produto muito resistente, que tem característica de não desfiar, ótima solidez de cores e excelente estabilidade dimensional. Muito usado em áreas de médio e alto tráfego comercial.

Fonte: Casanova Tap. e Carpetes

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.