28/10/2011

Cozinhas estreitas são destaque em projetos atuais de arquitetura

Fonte: O Globo
Cozinhas estreitas são destaque em projetos atuais de arquitetura
No Projeto de Ana Maria Café a Débora Cherman, cozinha ganhou armários funcionais e porta divisória, para separar o ambiente da área de serviço (Foto: Divulgação)

As cozinhas são o coração da casa. E em alguns apartamentos elas podem vir estreitinhas, parecidas com corredores, principalmente quando as medidas do imóvel são reduzidas. Aliás, de acordo com arquitetos, este modelo de ambiente é bastante comum nos projetos atuais.

“Hoje, você pode encontrar em apartamentos de três quartos, com até 130 metros quadrados, cozinhas estreitas, como opção de economia de espaço”, explica a arquiteta Ana Maria Café.

Num apartamento de sala e dois quartos, com 78 metros quadrados de área, Ana Maria e sua parceira profissional Débora Cherman fizeram algumas adaptações na cozinha de 2 metros de largura por 3 metros de comprimento. Por exemplo: abriram uma grande janela para a sala e incluíram um balcão. A porta, no fundo do ambiente, serve para separá-la da área de serviço. Mas, para que os gatos da cliente possam transitar por todo o espaço, foi incluída uma portinhola na base.

Em cozinhas de poucos metros quadrados é fundamental projetar bem os armários e pensar na marcenaria, de maneira que fique funcional, sem atravancar o ambiente. O branco, usado para ampliar, é quebrado com detalhes em cores quentes, como as pastilhas de vidro vermelhas que cobrem uma das paredes.

Cozinhas estreitas são destaque em projetos atuais de arquitetura
Móveis e piso branco dão sensação de amplitude à cozinha estreita (Foto: Divulgação)

Mas nem todas as cozinhas estreitas estão em apartamentos compactos. No projeto dos arquitetos Ricardo Melo e Rodrigo Passos para um apartamento de nada menos que 300 metros quadrados, a cozinha, de 18 metros quadrados, permaneceu estreitinha, com 3 metros de largura e 6 de comprimento.

Antes da reforma, o mobiliário escuro dava a sensação de que a cozinha era ainda mais estreita.

“O projeto já era assim. Optamos por um mobiliário claro e, ao fundo, criamos um painel de azulejos hidráulicos azuis para dar uma bossa e não deixar o ambiente frio”, explica Ricardo.

Dicas para aumentar a sensação de leveza no ambiente – No espaço restrito das cozinhas-corredor, a luz é fundamental. Para isso, os arquitetos indicam o uso de janelas e materiais claros no piso, móveis e paredes.

Armários também não devem preencher a parede por completo, o que aumenta a sensação de leveza. Outro diferencial para as cozinhas estreitas são as pastilhas que podem ganhar maior destaque no ambiente. Mas, sendo a cozinha larga ou fina, cabe tudo nela: basta saber planejá-la.

LEIA MAIS:

Lançamentos para cozinha esbanjam cor e criatividade

Dicas para dar um toque francês às janelas de vidro da casa

4 Comentários

  1. Gostei bastante!! Para mim foi de grande valia, serviu de inspiração como vou planejar a minha, ja que ela também é estreita. Obrigada.

  2. Pois é, essa máfia com construtoras, arquitetos e publicitários fazem com que uma notícia dessa seja destaque usando palavras como espaço reduzido, estreitinhas, tendencias e etc. A aprovação desses projetos com espaços “reduzidos” é vergonhoso. Apartamentos com 3 dormitórios, sw, qto de empregada com 60m2, são verdadeiros cubículos que sequer cabem uma cama e sem contar o número de andares, sempre por volta de 25. Perto de casa, aqui na Pompéia, estão construindo apto com 40 m2 2 quartos, sw e terraço. Como conseguem aprovar plantas desse tipo? E com um preço absurdo, por volta de R$400 mil. Graças aos consumidores que não sabem o valor do dinheiro e do conforto que as construtoras continuam construindo esses cubículos e arquitetos e publicitários se destacam.Mas, como está no texto, é a “tendencia” bastante comum nos projetos atuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.