23/06/2010

Crédito da casa própria vai sair em 2 dias

Fonte: Jornal da Tarde
(Foto: Divulgação)
Projeto piloto da CEF foi concluído recentemente em oito Estados (Foto: Divulgação)

De 20 dias para até 48 horas. Essa é a agilidade que a Caixa Econômica Federal pretende ganhar no processo de aprovação de crédito com a implantação de um novo modelo de correspondente imobiliário feito em parceria com as imobiliárias. Com a estratégia, a oferta dos empréstimos ocorrerá além dos horários dos bancos, inclusive nos finais de semana.

O projeto piloto foi concluído recentemente em oito Estados, incluindo São Paulo, e será avaliado pela Caixa. A expectativa é que o novo modelo seja implantado até o final do ano.

Nesse sistema, o comprador encontra o imóvel desejado e vai até a imobiliária parceria da Caixa, que faz o atendimento, montagem do processo e inserção dos dados no sistema via web para dar entrada no processo de aprovação de crédito e confecção do contrato. As informações são enviadas para a Caixa. Após as análises cadastral, de risco de crédito e de capacidade de pagamento, o crédito é aprovado em até 48 horas.

O 6º Feirão da Casa Própria da Caixa, realizado em maio na capital, já registrou contratos de financiamento por meio do novo modelo. O evento contabilizou movimento recorde de negócios: R$ 1,862 bilhão. O valor é 24,1% maior do que de 2009, quando o Feirão totalizou R$ 1,5 bilhão.

Os números nacionais também mostram o aquecimento do mercado imobiliário: 4,3 mil contratos são fechados por dia. Só até 11 de junho, a Caixa atingiu R$ 29 bilhões de volume contratado, com expectativa de fechar o ano na casa dos R$ 60 bilhões.

Com a nova estratégia, a Caixa pretende melhorar e acelerar o processo de atendimento aos clientes, ampliar os canais de negócios e reduzir custos que possibilitem a oferta de menores taxas de juros.

O correspondente imobiliário executará exclusivamente atividades operacionais e não terá nenhuma interferência sobre os aspectos que impactam na concessão do crédito, como as análises de risco de crédito e de capacidade de pagamento.

Inicialmente, o modelo contemplará apenas os processos envolvendo imóveis de até R$ 130 mil que se enquadram no “Minha Casa, Minha Vida”. Como os imóveis do programa do governo federal já foram avaliados pela Caixa, a situação facilita o processo de análise.

LEIA MAIS:

CASA OU APARTAMENTO? VEJA O QUE LEVAR EM CONTA NA HORA DA ESCOLHA

CONHEÇA AS REGRAS DE USO DO FGTS NA COMPRA DA CASA PRÓPRIA

SAIBA COMO FINANCIAR UM IMÓVEL

14 Comentários

  1. Acho que para quem tem uma renda familiar que somente uma pessoa trabalha, a renda que voces pedem não alcança o valor, gostaria de conseguir uma casa mas a minha renda não alcança o valor que pedem, portanto acho que não é uma casa popular para quem tem renda de dois a tres salários mínimos.obrigada

  2. OTIMA NOTICIA!!! COM A CHEGADA DA APROVAÇÃO DO NOVO PROJETO PILOTO, MUITAS BUROCRACIAS CAIRÃO PARA O MELHOR ANDAMENTO DA COMPRA DA TÃO SONHADA CASA PROPRIA.

  3. Excelente ideia para agilizar o desempeno do nosso trabalho mais o maior problema e que os gerentes tem que ser mais uni-formes muda muito de agencia para agencia ate porque alguns mostra desenterese aqui na nossa cidade Natal esta acontecendoisso e presiso colocar funcionarios mais preparados tambem.sou conrretor de imoveis em Natal Creci 972 17 Regional.

  4. O projeto piloto é sem sombra de dúvidas excelente, torço para dar certo, pois além dos cadastros minha casa minha vida, precisam agilizar os processos com valores acima desses 130 mil, assim aumentar o grau de satisfação dos clientes caixa e automaticamente dos coretores competentes.

  5. Esse método seria ideal se as agências tivessem estrutura e pessoal disponível. Como as ploticas dos bancos são de reduzir funcionários, penso que esse novo processo ficará emperrado dentro das agências e no bendito GEOP .

  6. Estou interessada na compra de uma casa em cuja papelada falta a averbação, a caixa aceita e permite que esta casa seja vendida por ela, se houver uma combinação de averbá-la com o dinheiro do sinal? Esta é a combinação que o proprietário quer fazer comigo, tudo feito num contrato assinado e sacramentado em cartório, com o item de devolução do sinal caso a caixa não aprove.

  7. a proprietaria quer dinheiro imediato,gostaria de saber se a caixa me faria um emprestimo, pq possa paga-la a vista e financiado a caixa. obs.ela não colocou a casa pela caixa. está tudo legalizado.

  8. Fiquei feliz pois a burocracia no Brasil não estava condizente com o momento que estamos vivendo.Queria saber quanto seria a prestação para um financiamento de R$ 300.000,00 e qual o prazo máximo para alguem de 69 anos.Obrigada.Celina Ballona

  9. Muito legal essa agilização, mas o que notei atualmente durante a negociação do meu apartamento é que algumas imobiliarias com essa parceria com a Caixa estão querendo cobrar taxa de R$1.000,00 de “despachante”. Demais ne? Mas vi também várias que não cobram, muita audácia, pois eles já ganham a comissão da venda, e, com a caixa facilitando agiliza a venda deles, eles também ganham com isso. Com essa política de cobrar o tal despachante o comprador só perde, prefiro esperar os 20…30 dias… Que está senod o meu caso.

  10. falta acaixa ef mas pessoas capacitadas a prestar informaçoes principalmente sobre imoveis, direto na caixa (agencias).

  11. Espero que esse meu sonho se realize sem burocracia de financiamento na hora que eu escolher meu cantinho

  12. ´ Parabens pela oportunidade que está ofrecendo ao povo brasileiro de baixa renda. Espero que meu sonho seja realizado.

  13. Parabéns! Pelo seu sonho de possuir uma casa própria. Eu realizei esse meu grande sonho! É uma casa humilde, mas é minha. Sair do aluguel me proporcionou muita felicidade! Meus agradecimentos ao projeto que possibilita a realização de uma casa própria para pessoas de baixa renda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.