03/12/2009

Crédito imobiliário cresce 30% este ano

O volume de crédito imobiliário deve encerrar 2009 em R$ 52 bilhões, estima o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-SP). A soma inclui os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e também do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), administrados pela Caixa Econômica Federal). O valor, se atingido, será … Continue lendo “Crédito imobiliário cresce 30% este ano”

O volume de crédito imobiliário deve encerrar 2009 em R$ 52 bilhões, estima o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-SP). A soma inclui os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e também do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), administrados pela Caixa Econômica Federal). O valor, se atingido, será quase 30% superior ao registrado em 2008 (R$ 40,43 bilhões).

Para 2010, entretanto, o Sinduscon-SP preferiu não arriscar uma previsão para a expansão do crédito imobiliário. Mas tudo indica que o volume reservado a este tipo de financiamento deve crescer.

Os empresários, ao menos, estão otimistas. Na 41ª Sondagem Nacional da Construção, realizada pelo SindusCon-SP e pela FGV em novembro, os industriais consultados afirmaram que o crédito imobiliário crescerá em 2010, bem como a captação das empresas no mercado de capitais.

Eles também avaliaram que o número de lançamentos imobiliários aumentará, com destaque para empreendimentos voltados para as famílias de média e de baixa renda, também impulsionados pelo programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’. E disseram esperar aumento dos investimentos em infraestrutura em 2010, já que se trata de um ano eleitoral.

Na avaliação de Eduardo Zaidan, diretor de Economia do Sinduscon-SP, a principal revelação da sondagem é que o trauma provocado pela crise financeira já foi superado. Os empresários mostraram-se satisfeitos com o desempenho atual das construtoras e revelaram uma expectativa futura ainda melhor. A inflação não foi identificada como um problema premente, mas a preocupação com o aumento de custos voltou a crescer entre os empresários.

LEIA MAIS:

CONSIGNADO CRESCE EM 2009

FGTS VALE PARA PAGAR CONSÓRCIO

CAIXA: MAIS DINHEIRO PARA CRÉDITO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.