21/01/2014

Crédito imobiliário cresce 32% em 2013 e atinge R$ 109,2 bilhões

Para este ano, a associação estima alta de 15% nos empréstimos, totalizando R$ 126 bilhões

Fonte: ZAP Imóveis

Os ventos continuam soprando a favor do mercado de crédito imobiliário. Entre janeiro e dezembro de 2013, os financiamentos imobiliários alcançaram R$ 109,2 bilhões, estabelecendo um novo recorde histórico, com aumento de 32% em relação ao ano anterior.

Crédito imobiliário cresce 32% em 2013 e atinge R$ 109,2 bilhões
Crédito imobiliário bate novo recorde histórico (Foto: Thinkstock)

No acumulado de 12 meses, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) mudou de ritmo: da pequena alta registrada no final de 2012 passou para um crescimento expressivo ao longo do ano passado.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança  (Abecip), em dezembro de 2013, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 10,4 bilhões, 2,3% acima do resultado de novembro e 17% acima do registrado no mesmo mês de 2012. Para este ano,  a associação estima alta de 15% nos empréstimos, totalizando R$ 126 bilhões.

“O crédito imobiliário no País apresentou um crescimento muito significativo em 2013. Em agosto passou o crédito pessoal e retomou o seu posto de carteira de crédito mais importante do Brasil”, comenta o presidente da Abecip Octavio Lazari Junior.

Em unidades, entre janeiro e dezembro de 2013 foram financiados 529,8 mil imóveis, 17% mais do que os 453,2 mil contratados no mesmo período de 2012. Em dezembro, foram financiadas aquisições e construções de 50,9 mil imóveis, alta de 7% em relação a novembro e de 19% na comparação com dezembro de 2012.

É uma situação diferente da observada nos primeiros meses do ano, em que o comportamento do mercado de crédito imobiliário foi mais contido. A trajetória de recuperação tornou-se muito expressiva desde o segundo trimestre de 2013, persistindo até o quarto trimestre do ano passado.

Poupança – Em dezembro de 2013, os depósitos nas cadernetas de poupança superaram os saques em R$ 8,3 bilhões, o melhor resultado em um único mês desde julho de 1994. No ano passado, a captação líquida das contas de poupança superou R$ 54 bilhões, com aumento de 46% em relação ao observado em 2012.

O saldo dos depósitos de poupança no SBPE alcançou R$ 466 bilhões, em dezembro de 2013, elevação de 20% em relação ao saldo do final de 2012.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.