20/09/2011

Crédito imobiliário deve alcançar 15% do PIB na próxima década, diz Tombini

Fonte: Agência Estado

Atualmente, essa modalidade de financiamento alcança 5% do PIB

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse que o crédito imobiliário deve atingir 15% do PIB na próxima década. “Sou entusiasta do setor imobiliário no Brasil”, afirmou. Hoje, tal modalidade de financiamento alcança 5% do Produto Interno Bruto.

Alexandre Tombini, presidente do Banco Central (Foto: Divulgação)
Alexandre Tombini, presidente do Banco Central (Foto: Divulgação)

De acordo com o presidente do BC, a expansão da classe média no Brasil, que agregou 35 milhões de pessoas nos últimos oito anos, ajuda a expandir a demanda por crédito imobiliário, mas tal processo está ocorrendo de forma saudável. “O crédito imobiliário terá protagonismo na evolução do crédito no País”, disse em palestra no Secovi-SP.

“Muito se fala que o crédito no Brasil está crescendo muito rápido. Temos um sistema bem capitalizado, provisionado para perdas, e com capacidade para resolver seus problemas”, destacou. “Estamos num sistema bem preparado para crescer, moderado na margem, de forma sustentável”, disse. “Nossa regulação é boa e permite que empresas tenham capacidade de absorver eventuais perdas”, destacou.

Tombini disse que concorda com a avaliação de empresários do setor segundo a qual é preciso ampliar o leque de alternativas de funding para o setor de longo prazo. “O financiamento da poupança lá na frente pode registrar alguns limites”, disse, sem entrar em detalhes.

LEIA MAIS:

Novas regras do Minha casa, minha vida esperam sanção de Dilma. Veja o que vai mudar

Verticalização atinge todo o País e 1 em cada 10 brasileiros já mora em prédios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.