25/03/2010

Crescem ações por atraso de aluguel

Fonte: Jornal da Tarde

Inadimplência pode ter sido motivada pelos gastos mal planejados no começo do ano

Inadimplência foi o principal motivo das ações relativas a contratos de locação (Foto: Agência Estado)
Inadimplência foi o principal motivo das ações relativas a contratos de locação (Foto: Agência Estado)

O número de proprietários que recorreram à Justiça para receber os aluguéis atrasados, que pode resultar no despejo do inquilino do imóvel, aumentou 48,08% na capital paulista. O crescimento apontado pelo Sindicato da Habitação (Secovi) é referente à comparação de fevereiro de 2010, quando foram contabilizados 1.543 casos, e o mesmo período do ano passado, quando foram ajuizadas 1.042 ações por falta de pagamento.

Para o diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi, Jaques Bushatsky, não foi registrado um fato específico que explique a grande diferença no período. No entanto, uma das causas apontadas é a simples desorganização dos locatários em relação aos gastos e compromissos.

No início do ano aumentam as despesas familiares, como matrícula escolar, compra de material, pagamentos de IPTU e IPVA, parcelamento das dívidas do cartão de crédito provenientes das compras de final de ano, o que influencia no aumento da inadimplência e consequentemente no número de ações por falta de pagamento do aluguel.

Em fevereiro, a inadimplência foi o principal motivo das ações relativas a contratos de locação, representando 85,77% do total. Para evitar ser alvo de ações judiciais, o educador financeiro Reinaldo Domingos defende o planejamento. “A inadimplência é consequência de ações que não foram tomadas preventivamente. A pessoa aluga um imóvel que não condiz com o seu padrão de vida.”

O problema de inadimplência do aluguel acaba refletindo no fiador, que muitas vezes também não consegue arcar com os valores atrasados. Uma medida sugerida por Domingos para evitar ações e o despejo é o seguro-fiança, que elimina a figura do fiador e dá cobertura para os aluguéis atrasados, bem como o ressarcimento de danos ao imóvel, por exemplo. “Muitas pessoas são movidas por dois fatores: o marketing publicitário e o crédito fácil. Estão em uma zona de conflito constante, fazendo dívidas sem conseguir arcar com os compromissos.”

DICAS:
Registrar todos os gastos
Reduzir gastos em excesso e eliminar gastos supérfluos
Discutir em família as despesas
Estabelecer prioridades e objetivos
Montar seu primeiro orçamento financeiro com ganhos, objetivos e despesas

LEIA MAIS:

OFERTA DE IMÓVEIS PARA ALUGAR NÃO CRESCE COM A NOVA LEI DO INQUILINATO

AS PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE AS MUDANÇAS NA LEI DO INQUILINATO

8 Comentários

  1. É imprecionante essa estoria de seguro fiança que está enriquecendo imobiliárias e a seguradora( no RJ só portoseguro)O sujeito não conseguiu comprar seu imóvel e ainda tem que pagar uma nota preta para seguradora sem devolução no final. Tá na cara nè Sr Jakques. O governo precisa tomar medidas urgentes contra essa exploração. As imobilárias não aceitam deposito,nãoaceitam título de capitalização. Só fiador e seguro fiança. Assim mesmo se form 2 candidatos um com fiador e outro com o seguro, o segundo tera preferencia. As viuvas coitadas que tem seu pequeno imóvel de complementação de renda não trabalham com nada disso. e coisa de quem vive de dinheiro fácil e exploração alheia. Um dia a casa cai na cabeça dos eXPLORADORES.

  2. boa tarde eu gostaria de fazer uma pergunta.o meu marido perdeu a pericia e gente esta devendo o aluquel 4 meses o que pode acontecer com a gente.e eu tenho uma criança especial.obrigado pela atençao

  3. Do mesmo jeito que tem inquilino que não paga tem também o proprietário que quer reajustar fora da lei e quer o imóvel de volta para alugar de novo. O ministério público certamente vai acompanhar para, se isso acontecer, possa dar uma boa multa.As duas partes cumprindo a lei tudo ficará melhor.Eu já sofri esta agressão 6 meses. Foi muito difícil!….

  4. Eu e meu esposo ,temos uma loja alugada e o inquilino não paga em dia os aluguéis e ainda fica devendo uma parte dele, que paga aos pouquinhos… só que nossas dívidas não dá pra pagar assim , sem falar que cobram juros quando pagamos, então, o que devemos fazer? cobrar juros a ele também? e quanto cobrar?

  5. Aluguei um imóvel comercial e fiquei inadimplente. Com a greve no judiciário, quantos anos deverá demorar para ocorrer o despejo? Sei que pela lei poderia ser de imediato já que fazem 3 meses de inadimplencia, mas na prática acredito que levará anos. Estou certo ou errado?

  6. fui fiadora de um imovel descobri que houve sublocação comuniquei por escrito a mesma, ñ tomou nenhuma providencia, e a invasora ñ esta pagando o aluguel. Entre com processo estou aguardando a decisão. Peço orientação sobre o caso.

  7. FAVOR ME ORIENTAR QUAL O PASSO A PASSO PARA INICIAR UMA ORDEM DE DESPEJO? MEU INQUILINO NÂO PAGA O ALUGUEL HÁ 6 MESES E AS CONCESIONÁRIAS TAMBÉM NÃO ESTÃO EM DIA, INCLUSIVE O FONECIMENTO DE ÁGUA JÁ FOI SUSPENSO NA REDE, VISTO QUE O IMÓVEL FOI AUTUADO POR G”GATO” NO FORNECIMENTO, FEITO PELO MORADOR. O QUE FAZER?

  8. A minha mãe é proprietaria de uma casa, eu como filho é q ue resolvo os problemasa da mesma, porem aluguei esta casa para uma pessoa num contrato de seis meses: 02.10.2011 ate 02.04.2012, o locator ate agora so pagou o deposito e uma prestação, ou seja, tem 3 meses em atraso e toda vez q vou buscar o dinheiro ela diz q não tem e marca outro dia pra buscar e nunca tem, as vezes eu vou buscar novamente o dinheiro o marido dela diz q ela não está, que não sabe pra ond ela foi e q hora vai retornar, ou seja, ja percebi q els so stão me enrolando. FAVOR ME ORIENTAR QUAL O PASSO A PASSO PARA INICIAR UMA ORDEM DE DESPEJO E A RECEBER O DINHEIRO ATRASADO. É EM DELEGACIA OU PEQUENAS CAUSAS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.