15/07/2013

Crianças em casa: saiba como organizar brinquedos e roupas

Objetos como caixas organizadoras, baús e gaveteiros podem ajudar a manter tudo no lugar certo

Fonte: ZAP Imóveis

Época de férias, crianças em casa… Como organizar brinquedos e jogos para que elas possam brincar à vontade, mas, sem que tudo fique uma bagunça?

Estantes baixas, nichos de parede e prateleiras também acomodam os brinquedos e principalmente os livros (Foto: J.Vilhora)

Para começar, a arquiteta Luciana Corrêa sugere que seja definido um espaço agradável da casa com boa iluminação, ventilação e livre de perigos para crianças, tais como plantas com espinhos ou folhas pontiagudas, móveis de cantos vivos, pisos escorregadios e próximos a escadas. “Em dias frios é importante que esse espaço tenha um piso mais térmico, como madeira, um tapete ou tapete EVA, mas que seja fácil de limpar.”

Deixe à mão os brinquedos de que as crianças mais gostam e os incentive a usar os jogos caso tenha outros amigos para brincar. “As caixas organizadoras são excelentes peças para colocar os brinquedos e devem estar em local e altura apropriados para que as crianças tenham acesso tanto para pegar como para guardar, já que isso faz parte do aprendizado.”

As caixas podem ser encontradas em diversas cores, tamanhos e materiais. Estantes baixas, nichos de parede e prateleiras também acomodam os brinquedos e principalmente os livros, que, tendo fácil acesso, convidam a ler. Segundo Luciana, em locais com pouco espaço é possível planejar gavetas e armários embaixo de escadas e sob as camas.

Para organizar os brinquedos, uma boa ideia é separá-los em caixas por tipos e tamanhos, como caixa de peças de montar, bichos de pelúcia e bolas (Foto: J.Vilhora)

Para organizar os brinquedos, uma boa ideia é separá-los em caixas por tipos e tamanhos, como caixa de peças de montar, bichos de pelúcia e bolas. “Caso as caixas não permitam a visualização do conteúdo, coloque etiquetas identificadoras. Assim fica mais fácil para a criança encontrar o que quer e ajudar a mãe na organização”, explica Luciana.

A arquiteta e personal organizer Claudia Milan também sugere separá-los por temas: peças de montar, carrinhos, bonecas, brinquedos de casinha, entre outros. Para ela, cestas, baús e gaveteiros são boas opções.

“Para os brinquedos usados durante o banho, podemos colocá-los em sacos que geralmente utilizamos para lavar roupas delicadas na máquina, pois eles são furadinhos e assim podemos guardá-los ainda molhados, sem o problema de mofarem. Podemos até instalar um gancho dentro do box para pendurar exclusivamente este saco de brinquedos”, orienta Claudia.

O ideal é tentar quantificar o que a criança possui para projetar um armário adequado às peças de roupa, indica especialista (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

As tintas, canetinhas e tesourinhas devem ficar em locais com acesso mais restrito para que o adulto supervisione a criança durante a brincadeira. Existem no mercado alguns suportes que organizam bolas e compõem a decoração do quarto, segundo Luciana.

Para os games sempre é bom prever nichos ou gavetas próximos à TV para guardar e organizar cabos, caixinhas e outros acessórios. “Se houver como embutir em paredes ou painéis os cabos que ligam os games à TV, melhor ainda”, diz Luciana.

Roupas

No quarto, para guardar as roupas, Claudia acredita que, acima de tudo, o espaço deve ser funcional. “É um gosto muito pessoal a decisão entre pendurar as roupas ou guardá-las dobradas em gavetas ou prateleiras”, diz.

Caso a pessoa opte por ter as roupas penduradas, há duas opções para organizar: a primeira pode ser por cor e depois por tipo de manga/peça, ou primeiro por tipo de manga/peça e depois por cor.

“Por exemplo, no primeiro caso, todas as roupas organizadas do branco até o preto, e dentro de cada cor, separar o que é calça, bermuda, camiseta, camisa manga 3/4, manga comprida e, no segundo caso, separar as roupas por tipo: calça, vestido, camisa, camisa manga 3/4, e depois dentro dessas categorias organizar as cores.”

Outra recomendação é para embutir, em paredes ou painéis, os cabos que ligam os games à TV (Foto: Joy Yamamoto)

Para as gavetas, Claudia aconselha que as roupas sejam colocadas em “escadinha”, uma em cima da outra, porém com deslocamento para a visualização da peça abaixo. “Também podemos fazer a organização deste espaço com rolinhos, que funcionam muito bem com echarpes, cachecóis, e roupas de ginástica, que costumam ser de tecidos leves e escorregadios.”

Nas prateleiras, deve ser feito o empilhamento, mas cada pilha de roupa não deve ultrapassar de 25 cm a 30 cm, pois a prateleira corre o risco de desabar.

“O ideal é tentarmos quantificar o que a criança possui para projetarmos um armário adequado às peças de roupa, mesclando espaço para cabides, prateleiras, gavetas, sapateiras, malas etc.” No caso de um armário comprado em loja, pode-se fazer bom uso dos produtos organizadores. Segundo Claudia, há várias opções, como cabides mais finos, adesivos para cabides (para a roupa não escorregar), divisórias, caixas e colmeias.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.