14/12/2009

Criatividade natalina

Fonte: O Globo

Internautas mostram como decoraram sua casa para o fim de ano

Feitos à mão, reciclados ou garimpados mundo afora, os enfeites natalinos estão mais criativos do que nunca. Os que ilustram esta página foram criados – e fotografados – por leitores do Morar Bem. São ideias criativas, ora inusitadas, que fogem da decoração tradicional. O gerente financeiro Flávio Ferreira, por exemplo, usou cerca de 500 lâmpadas para enfeitar seu Fusca 62. Às vésperas do Natal, o carro ocupa lugar de destaque na frente de sua casa, no Jardim Guanabara, na Ilha. A ideia, conta ele, motivou os vizinhos:

“Sempre gostei muito de Natal e, com o tempo, fui aprimorando a decoração da casa, depois da fachada. Mas foi o carro que despertou a atenção da vizinhança. Hoje, há uma espécie de competição não oficial. Todos capricham nos enfeites para que suas casas apareçam mais do que a do lado.

Pelas mãos da gaúcha Larissa Bringel, moradora de Rio Branco, no Acre, pedaços de feltro transformam-se em simpáticos papais-noéis, árvores de Natal, bonecos de neve. Um dos preferidos da artesã é o enfeite de A Sagrada Família, com Maria, José e o Menino Jesus:

“O trabalho artesanal é mais pessoal, tem um charme único.”

O novato entre os leitores é o carioca Artur Vidaurre de Almeida, de 8 anos. Em março, ele idealizou uma árvore de Natal ecologicamente correta. Colocou a ideia no papel e começou a juntar tampinhas de garrafas PET, das mais variadas cores. A família toda se mobilizou.

“As tampas fazem as vezes das bolas e formam flores multicoloridas. A base é de isopor, que foi coberto com papel crepom”, conta, orgulhosa, a mãe de Artur, Ana Cecília Vidaurre.

Há 21 anos, Cláudia Fuina Miranda trocou o Rio por Arraial d” Ajuda, na Bahia, onde abriu uma pousada. Desde então, confecciona árvores diferentes a cada Natal. A deste ano foi feita com galhos, recolhidos após a poda de árvores que ficam no terreno da pousada:

“Acho que a árvore tradicional, que remete ao frio, não combina com o calorão que faz por aqui. As bolas foram feitas de jornal amassado cobertos com tecidos de temática natalina.”

No caso da tradutora Ana Pezzotti, a Saara foi o ponto de partida para compor uma decoração personalizada. Com a ajuda da amiga Lúcia Gerlach, ela garimpou peças que fogem do lugar-comum.

“Tradicionalmente, as cores do Natal são o vermelho, o verde e o dourado, mas eu queria enfeites que combinassem com a decoração da minha casa, que tem muitos detalhes em roxo e laranja. A guirlanda foi forrada à mão e ganhou adereços em prata e roxo”, conta Ana.

A médica Ana Paula Regoto, por sua vez, recorreu à mãe, Maria José Fonseca, para dar um toque moderno às festas de fim de ano. A mesa ganhou um enfeite que tem como base um prato preto-e-branco. No centro, uma vela em forma de estrela e bolas em cores vibrantes criaram um belo contraste. A publicitária Luciane de Souza, por sua vez, coleciona enfeites comprados em viagens. Este ano, a árvore ganhou fadas, duendes e até mesmo um Papai Noel feito de lata, trazido da Suíça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.