02/07/2016

Férias requerem cuidados com crianças nos prédios residenciais

Preocupação maior deve ser em relação às áreas comuns

Fonte: Revista do ZAP

Durante as férias escolares que se aproximam, os cuidados com crianças que moram em condomínios residenciais devem ser redobrados. A Lello Condomínios orienta sobre alguns cuidados essenciais para garantir a segurança e o bem-estar de todos os moradores nesse período.

+ Veja 13 dicas para manter a criança segura em casa

+ Utilize os desenhos das crianças para criar almofadas originais

O condomínio pode estimular a realização de recreações, como jogos em quadra e atividades na brinquedoteca, por exemplo, mas sempre com a presença de um adulto na supervisão.

crianças brincando
Pais devem tomar cuidado com as crianças em condomínios durante as férias (Foto: Shutterstock)

Nos prédios com pouco espaço para lazer pode-se incentivar a realização de jogos de tabuleiro, quebra-cabeças, bonecas a carrinhos, entre outras atividades. Outra iniciativa é a implantação de uma biblioteca, com livros doados pelos pais, para incentivar a leitura dos pequenos que já forem alfabetizados.

“A contratação de uma escolinha de esportes ou de profissionais especializados em recreação pode ser interessante para a organização das atividades com as crianças”, diz Angélica Arbex, gerente de Relacionamento com o Cliente da Lello.

Segundo ela, o síndico também pode sugerir ou mesmo organizar previamente, alguns passeios externos, para locais como parques, museus, zoológico e outros pontos turísticos da cidade de São Paulo. “Mas é importante que pelo menos um morador fique como responsável pelo grupo nesses passeios”, orienta Angélica.

Brinquedoteca
Brinquedoteca pode ser utilizada para brincadeiras mais leves (Foto: Shutterstock)

Sobre a segurança das crianças, a preocupação maior deve ser em relação a elevadores, garagem, escadaria, piscina, playground e áreas de acesso restrito como caixas d’água e casa das máquinas.

Nas áreas comuns, algumas medidas são fundamentais. Não é recomendável que crianças menores de 10 anos andem sozinhas no elevador. O condomínio também deve proibir que as crianças brinquem nas escadas e na garagem. É importante manter a escadaria e as garagens com boa iluminação e não deixar entulhos ou outros materiais nesses espaços.

Em relação ao playground ou brinquedotecas, a principal orientação é para que os brinquedos sejam regularmente vistoriados, para verificar possíveis defeitos. Brinquedos móveis como gangorra e gira-gira merecem atenção redobrada. E as crianças menores de cinco anos devem estar sempre acompanhadas por um responsável, que poderá socorrê-las imediatamente no caso de um acidente.

Na piscina, todo cuidado é pouco. As crianças nunca devem permanecer sozinhas nesses locais. O síndico deve orientar os funcionários a ligarem imediatamente para os pais dos menores que forem encontrados desacompanhados de adultos na piscina.

Brinquedos maiores necessitam de mais manutenções (Foto: Shutterstock)
Brinquedos maiores necessitam de mais manutenções (Foto: Shutterstock)

 

+ Veja como fazer um jardim para as crianças

+ Veja cinco dicas para pintar quartos de crianças

+ Veja ideias para decorar o quarto do bebê com cores escuras

+ Faça você mesmo uma mesa de canto com papelão. Assista ao vídeo

+ Faça você mesmo uma Cadeira de Pallet. Assista ao vídeo

+ Aprenda a passar fotos para madeira e transforme a peça em quadro

 

+ Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.