29/09/2008

Da natureza ao high tech, vale tudo no acabamento

Fonte: Jornal da Tarde

Madeira de demolição e bambu podem compor ambiente com luminosas chapas de aço inox

Na busca por materiais novos e funcionais, os profissionais de arquitetura e decoração recorrem a produtos naturais ou high tech para conseguir novos efeitos, não limitando a criação a apenas algumas áreas da residência.

Pisos e paredes revestidos com madeira de demolição, antes relegados apenas a salas e dormitórios, já chegaram às cozinhas e aos banheiros. Em projetos do arquiteto Gustavo Motta, a madeira retirada de antigas construções foi parar nas paredes e pisos de lavabos. “Não é qualquer madeira que se aplica nesse caso, mas o produto certo pode funcionar perfeitamente. A única coisa é que o morador tem de tomar cuidado com o excesso de água no local”, comenta. Em um desses trabalhos, a madeira ganhou destaque por sustentar uma cuba de vidro especialmente desenhada para o ambiente.

O profissional também levou para um projeto de dormitório uma parede coberta por bambu. “Tivemos todo o cuidado de tratar o bambu antes de colocá-lo. A superfície também precisa estar regular e pintada para receber o revestimento natural. O efeito final é muito bom”, explica Motta.

Outro artigo natural que ganha cada vez mais espaço nas paredes é a palha, que é aplicada através de um papel de parede. Segundo os arquitetos Marcitta Fogaça e Marcelo Bueloni, a textura é recomendada apenas para áreas internas, que não apresentam umidade. Uma das vantagens desse material é a acústica proporcionada em salas ambientadas para TV.

Marcitta conta que outra experiência bem sucedida é a aplicação de placas de aço inox nas paredes de cozinha ou vidro ou espelho tratado com ácido que dá a aparência metalizada. “Em um projeto, o espaço ganhou um ar tecnológico, high tech junto aos eletrodomésticos também revestidos de inox. A cozinha virou o destaque da residência”, conta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.