30/08/2018

Conheça o “Azul Tiffany”, uma forte tendência na decoração de interiores

"Azul Tiffany", sinônimo de sofisticação e elegância, descubra porque tem essa fama tão “chic” e como a utilizá-la nos interiores.

Existem incontáveis tonalidades de cores no universo. Algumas são mais claras e suaves. Outras são mais escuras e intensas. Por isso é tão difícil dar nomes a todas elas.

Mas, algumas empresas, como a Pantone – conhecida por seus sistemas de cores largamente utilizados pela indústria gráfica e pela de decoração para a casa –, têm se dedicado em fazê-lo. Um exemplo é “Azul Tiffany”.

Chamado também de “Azul 1837”, trata-se de uma cor bem refrescante – quase como um turquesa misturado com verde-água. Ela tem sido uma forte tendência em interiores, desde o ano de 2016, principalmente em festas de debutantes e de casamentos. E, mesmo hoje, mostra que ainda tem muita força nos projetos de design.

O “Tiffany” recebeu esse nome em homenagem à famosa joalheria Tiffany & Co. – que por acaso foi inaugurada em 1837. Já há muitos anos ela tem usado uma pequena caixinha nesta mesma cor para embalar os seus produtos.

Assim, muitos estilistas, artistas e designers passaram a ver esse tom como sinônimo de qualidade e sofisticação. E é essa a mensagem que eles tentam passar para os seus clientes.

O texto seguir é dedicado a fornecer algumas dicas e inspirações. Todas são para aquelas pessoas que adoram o azul e desejam apostar no “Tiffany” para a decoração de sua casa! Confira!

(Foto: Sonia Mello)

O efeito do “Azul Tiffany” nos interiores

Definitivamente, o “Azul Tiffany” tem uma energia que combina bem com ambientes abertos, até mesmo de praia. Mas, ele também fica espetacular com ambientes urbanos, tanto residenciais quanto comerciais.

(Foto: SP Estudio)

O melhor é que ele pode ser o protagonista em ambientes voltados a qualquer sexo ou idade, desde salas a cozinhas, lavanderias, dormitórios e outro cômodo desejado.

Foto: Andrea Petini

Com o “Tiffany” podem-se fazer combinações bem inusitadas para compor decorações modernas ou retrôs, cheias de romantismo e delicadeza.

(Foto: SP Estudio / Renata Popolo  )

A cor é muito alegre, refrescante e calmante, mas, ao mesmo tempo ousada, ajudando a quebrar a monotonia de espaços, dando-lhes mais brilho e cor. E funciona bem tanto como protagonista como aplicada em apenas em alguns detalhes.

Combinando o “Azul Tiffany” com outras cores

O “Azul Tiffany” é uma cor mais eclética. Não é nem pastel e nem vibrante demais. Não pode ser usada como apoio a outro tom, mas, sim, de contraponto a um mais potente. E por essas e outras características é considerada pelos decoradores e designers com uma das mais difíceis de combinar. Mas, calma, isso tem solução.

(Foto: Ana Carolina Campos França)

Esse quase turquesa fica bem combinado com cores neutras, como branco, cinza e preto. É uma união que dá delicadeza e suavidade à composição. Claro que se a pessoa desejar ela pode ousar um pouco mais em sua casa, acrescentando cores mais vibrantes nos interiores. Por exemplo, fazendo um mix do “Tiffany” com laranja, rosa e amarelo.

 

(Foto: Andrea Petini)

O “Azul Tiffany” aplicado em elementos da decoração

Dentro de casa, o “Tiffany” pode estar presente não só nos revestimentos de parede e de piso, mas nas esquadrias, nos eletrodomésticos e em itens decorativos.

Essa cor é perfeita para as forrações de sofás, poltronas e cadeiras, assim como jogos de cama, mesa e banho. Também pode ser uma ótima opção para quem deseja abusar de cortinas, tapetes e almofadas – combinadas a peças de outras cores, claro.

Tem objetos que são puramente decorativos e que podem estar em azul, como velas, castiçais, cúpulas de abajur, molduras de quadros, caixas decorativas e mais.

Agora, existem outros elementos dentro de uma casa que possuem uma função muito mais significativa e que ficariam lindos em “Tiffany”. São eles nichos, estantes, louças, panelas, mesas e outros móveis – tanto novos quanto antigos renovados.

Todos esses elementos em “Azul Tiffany” dariam um toque especial a qualquer decoração, deixando os ambientes supermodernos e contemporâneos. Mas, cuidado! Eles não podem ser usados todos num mesmo espaço de uma vez só. Um pouco aqui e ali e a casa pode ficar, realmente, com cara de “lar doce, tranquilo e charmoso lar”.

Estas dicas de decoração usando azul “Tiffany” foram criadas pela equipe Viva Decora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.