01/02/2007

Dengue, afaste o Aedes aegypti do seu condomínio

Fonte: Editoria Zap

Condomínios são locais muito propícios para a proliferação da dengue, por dois motivos: grande concentração de pessoas e diversidade de locais onde o mosquito transmissor da doença, Aedes Aegypti, pode se reproduzir.

Segundo dados da FUNASA (Fundação Nacional de Saúde), 90% dos focos da dengue estão nas residências (incluindo prédios). E mais: 65% das cidades brasileiras têm o Aedes Aegypti.

Por isso, uma ação para erradicar locais que concentrem água parada no seu condomínio poderá ser muito efetiva para proteger a comunidade local. Além disso, contribuirá de um modo geral para conter a expansão da doença.
Confira as dicas abaixo para erradicar focos.

Elimine os focos do Aedes Aegypti:

· Caixas d”água: devem estar bem tampadas e sofrer limpeza semestral. Também é necessário colocar uma tela de nylon no ladrão.

· Vasos com pratos: coloque areia grossa nos vasos que possuem pratos, ou fure os pratos para não acumular água.

· Vasos de flores: substitua a água por areia grossa e conserve-a úmida.
· Recipientes que podem acumular água: vire de boca para baixo ou jogue no lixo latas, garrafas, baldes, bacias etc.

· Na hora de lavar o recipiente, passe um pano grosso ou bucha nas bordas, para remover os ovos do mosquito, que naturalmente aderem às paredes ou ao fundo do recipiente.

· Poço do elevador: não permitir acúmulo de água no local. Orientar faxineiros para vedar com panos secos o vão sob a porta dos andares, quando forem efetuar limpeza dos halls dos andares com água.

· Cacos de vidro no muro: quebrar os gargalos e fundos de garrafas e/ou colocar massa de cimento, nos locais que acumulem água.

· Lona para cobertura de piscina: Instalar bóias (câmaras de ar de pneus) sob a lona, no centro da piscina, para facilitar o escoamento da água de chuva.
· Ralos: providenciar fecho para ralos que acumulam água.

· Piscina: mantê-la clorada e diariamente filtrá-la. Importante também lavar sempre suas bordas, para que pequenos acúmulos de água não se tornem focos de procriação do mosquito.

· Jardim: elimine a água acumulada em bambus, bananeiras, bromélias, etc. Em bromélias plantadas no chão, pode ser usada como inseticida a seguinte mistura: água + água sanitária comercial, na diluição de 1 ml de água sanitária para 500 ml de água.

· Jardim 2: evite plantas que acumulem água, como gravatás, babosa, espada-de-São-Jorge, entre outras.

Fonte: SindicoNet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.