18/08/2008

Desenho da força e da sutileza

Fonte: O Estado de S. Paulo

O sino-brasileiro Wellington Luk aplica traços da cultura de seus ancestrais para criar peças de forte apelo sensorial

SÃO PAULO – A repetição leva à perfeição. E sábio é o homem que sabe aguardar. Persistência e paciência, máximas da filosofia da China, que, de certa forma, contribuíram para que o sino-brasileiro Wellington Luk faturasse o primeiro lugar no Concurso Artefacto de Design de 2008, em março. Razão do prêmio: a mesa de centro Delta.

Aos 25 anos, o designer, que vive em Campinas, reconhece o apelo sensorial em suas criações, com elementos que transmitem ao mes-mo tempo força e delicadeza, traços da cultura de seus ancestrais. No caso da mesa premiada, Luk escolheu a leveza do vidro para o tampo de forma triangular e bordas abauladas, apoiado em esferas de aço envolvidas por minúsculas bolas, mesmo sistema de rolamento utilizado em skates.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisMesa Delta, que valeu a Luk o primeiro lugar no Concurso Artefacto de Design

Novos usos para velhos materiais é marca do seu trabalho. Uma das primeiras experiências foi a Spinal Light, trabalho para a faculdade. É feita com tampas de galões de água sobrepostas e pequenas luzes (aquelas de Natal) reaproveitadas. Fã de concursos, Luk não sabe exatamente de quantos já participou. “Serve para testar a criatividade e a habilidade para cumprir prazos”, diz ele, que possui um portfolio repleto de protótipos, caso da mesa Delta.

Entre os produtos virtuais, o microondas desenvolvido para um concurso da Electrolux. A forma em triângulo foi opção do designer para encaixar o aparelho no espaço em quina. Pequeno por fora, revela interior capaz de esquentar até três pratos simultaneamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.