04/11/2019

Importância do designer de interiores no projeto de decoração

Além da questão estética, o profissional também cuidará da ergonomia e acessibilidade para que o resultado seja o esperado pelo cliente

Fonte: ZAP em Casa

Quando se faz uma reforma ou qualquer tipo de adequação em um imóvel, os proprietários sonham com cada detalhe para que fique tudo perfeito no final. Mas nem sempre o resultado é exatamente como o esperado, seja pela falta de experiência ou de capacidade. Por isso se mostra relevante ter um designer de interiores que elabore um projeto e acompanhe todo o andamento para que tudo saia como o planejado.

O designer de interiores não vai apenas deixar o ambiente bonito e elegante, ele também irá se preocupar com questões técnicas que podem trazer resultados mais interessantes, seja na questão estética, mas também de ergonomia, acessibilidade e segurança.

Saiba quais são as funções do designer de interiores e a importância de contratar um na hora de fazer um projeto de decoração para um ambiente interno.

designer de interiores
O designer de interiores elabora um projeto e acompanha todo o andamento para que tudo saia como o planejado (Foto: Shutterstock)

Diferenças do designer de interiores e arquiteto

Muita gente acaba se perguntando qual a diferença das funções de um arquiteto e um designer de interiores e, apesar de existirem semelhanças, alguns pontos diferem os trabalhos dos dois profissionais. Mas vale ressaltar que cada um tem a sua importância em um projeto.

“As duas profissões são regulamentadas por lei e ambas lidam com as expectativas dos clientes, o que torna as duas profissões complementares entre si e podem ser, inclusive, realizadas em conjunto. O designer de interiores é apto a exercer atividades que envolvem elementos não estruturais dos espaços. Já os arquitetos são aptos a intervir nos ambientes internos, mantendo ou não a concepção arquitetônica original, podendo realizar alterações no âmbito espacial, estrutural e de instalações”, explica o arquiteto Artur Diniz. 

Atuações 

Embora a profissão do arquiteto seja mais conhecida por realizar projetos residenciais, a área de atuação dele é bastante ampla. “Ele é habilitado a trabalhar, em diferentes escalas, em um projeto ou execução de arquitetura de interiores, reformas, arquitetura de diversos tipos, instalações, estruturas, paisagismo, urbanismo, patrimônio arquitetônico, entre outras. O projeto elaborado pelo arquiteto, além de contemplar as necessidades do cliente, também leva em conta aspectos estéticos e culturais, econômicos, impactos ambientais de suas escolhas e adota critérios de acessibilidade universal”, detalha o arquiteto Artur Diniz.

A questão é que, muitas vezes por conta da demanda de mercado, os arquitetos direcionam suas carreiras para o desenvolvimento de arquitetura de interiores. 

ambiente planejado pelo designer de interiores
O designer de interiores garante um ambiente bonito e confortável (Foto: Shutterstock)

Já a procura por um designer de interiores passa muito pela busca mais voltada à estética, funcionalidade, bom aproveitamento do espaço, conforto, adequações às necessidades, entre outros. “As escolhas desse profissional vão interferir diretamente na rotina e logística daquele ambiente. Então, para ter um bom resultado, o designer conhece com profundidade as atividades a serem ali desenvolvidas ou a rotina dos usuários daquele espaço. O profissional vai atuar nos ambientes internos existentes ou pré-configurados e as suas competências envolvem, além do atendimento às necessidades do cliente e otimização do conforto, estética, saúde e segurança, a observância às normas técnicas de acessibilidade, de ergonomia e de conforto luminoso, técnico e acústico”, explica. 

Funções 

São muitas as funções do designer de interiores em um projeto e o seu trabalho é fundamental para que saia tudo dentro do planejado. “O designer deve administrar um projeto que já existe ou até mesmo um que está iniciando e ele faz a decoração a partir de um briefing passado pelo cliente para atender as necessidades dele junto com as pessoas que vivem ou vão morar no ambiente. Além disso, o designer deve estabelecer os cronogramas e os prazos de entrega. Também faz parte definir os orçamentos e coordenar o trabalho da equipe, como marceneiros, gesseiros, pedreiros, eletricistas e pintores”, ressalta a designer de interiores Sílvia Alves Pontes. 

Espaços 

Segundo Silvia Alves Pontes, o designer de interiores pode projetar ambientes residenciais, comerciais ou espaços em locais públicos. “Hoje em dia, para conseguir um espaço adequado para a vivência das pessoas, seja residencial ou comercial, as funções dos espaços e também dos mobiliários exigem uma necessidade de um planejamento. Os espaços devem ser pensados de forma coerente, seguindo as normas técnicas de acústica, térmica, ergonomia, luminotécnica. Tudo isso levando sempre em consideração as reais necessidades dos clientes para que elas sejam concretizadas. Desta forma, é preciso fazer um briefing bem feito para atender as necessidades do cliente. Além disso, as visitas na obra devem estar estipuladas no contrato para não gerar um problema futuro e levar até a rescisão ou quebra de contrato por conta de um comunicação falha”, pontua a designer de interiores.

(Foto: Shutterstock)

Importância do designer de interiores

A contratação do designer de interiores se mostra importante para garantir beleza e funcionalidade ao ambiente. “Antes muita gente fazia a decoração de maneira intuita, fazendo com que o espaço ficasse bonito, mas muitas vezes acabava usando mobiliário sem estrutura de acessibilidade e ergonomia. Hoje existem designers de interiores preparados para apresentar soluções aos espaços através da releitura do layout e também da ampliação ou redução de espaços”, ressalta Silvia Alves Pontes.

Vantagens

Ter um designer de interiores cuidando do projeto pode trazer muitos pontos positivos. Segundo Silvia Alves Pontes, o profissional vai ajudar a entregar o projeto no prazo, já que ele envolve muitos detalhes. “Isso significa atender as normas técnicas, respeitar a ergonomia e executar tudo com segurança. Além de escolher os fornecedores certos e saber a ordem das contratações”, conclui. 

+ Conheça as lojas mais visitadas pelos designers de interiores

+ Pensa em comprar ou alugar um imóvel?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.