24/03/2010

Designers lançam mão do estilo wire para criar produtos

Fonte: O Globo

Rio de Janeiro – Na contramão da tecnologia, que investe pesadamente em equipamentos wireless (sem fio), os designers lançam mão do efeito “fios emaranhados” para criar móveis, objetos e até revestimentos que fogem do lugar comum. E, ao contrário da poluição dos fios que acompanham os aparatos tecnológicos – já quase obsoletos -, o resultado que eles criam na decoração é, ao mesmo tempo, clean e moderno.

Já na década de 60, o arquiteto e designer americano Warren Platner transformou fios de aço numa coleção de móveis que se tornou ícone da era moderna. Na época, a produção da cadeira e da mesa que levaram o sobrenome de seu criador foi complicada. Suas estruturas envolviam centenas de varas metálicas, que precisaram ser soldadas mais de mil vezes.

“Esses móveis foram premiados no mundo todo e, ainda hoje, continuam atuais. Basta uma peça para criar um canto especial num cômodo”, diz Hetty Goldberg, que vende peças de Platner em seu showroom.

Hoje, com a tecnologia trabalhando a favor do design, é possível encontrar peças como a poltrona Caos, cuja estrutura de aço carbono é recortada a laser e revestida com pintura eletrostática.

A arquiteta Bianca da Hora é adepta dos móveis que seguem o estilo fios emaranhados, principalmente mesas e estantes. No entanto, ela recomenda o uso de apenas uma peça para não poluir ou descaracterizar o ambiente:

“Esses móveis são uma espécie de obra de arte e, como tal, precisam ficar em destaque para serem valorizados. A grande vantagem é que nunca saem de moda, são contemporâneos e podem ser usados em qualquer cômodo.”

LEIA MAIS:

MOSTRA APRESENTA DECORAÇÃO INSPIRADA NO MAR E NA MONTANHA

CONHEÇA AS 10 ANTIGUIDADES QUE TODO MUNDO QUER TER EM CASA

IDEIAS PARA APROVEITAR MELHOR O ESPAÇO DA CASA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.