21/08/2008

Diminuem as devoluções de imóveis alugados em São Paulo

Fonte: Editoria Zap

Para não correr o risco de não achar outro imóvel disponível em São Paulo, o inquilino permanece por mais tempo na residência alugada

A carência de apartamentos e casas vagas no mercado fez com que os inquilinos permaneçam por mais tempo nos imóveis locados no primeiro semestre de 2008. É o que revela o estudo realizado pela Lello Imóveis, administradora de imóveis no Estado de São Paulo.

De acordo com a pesquisa, o mercado de locação imobiliária residencial na cidade de São Paulo apresenta queda de 25% no número de desocupações nos principais bairros paulistas em relação ao mesmo período de 2007.

Para a gerente geral de locação e vendas da Lello, Roseli Hernandes, a diminuição de desocupação das unidades é encarada com naturalidade e já era esperada. “A grande maioria de inquilinos da capital está satisfeita com o preço do aluguel e conforto do seu imóvel. No momento atual, a escassez dos imóveis no mercado se dá, pois ninguém quer sair e correr o risco de não conseguir achar outro imóvel para locar”, conclui.

A Pesquisa de Satisfação dos Locatários da Lello Imóveis, respondida por todos os inquilinos na devolução de um imóvel, ajuda a entender melhor esse cenário mercadológico nos primeiros seis meses de 2008.

Dos principais problemas que levaram a desocupação de imóveis na capital em primeiro lugar, ficou a alegação de compra da casa própria com 33%. Seguida de mudança de Estado ou cidade e locação de imóvel maior, ambas empatadas com 20%, na segunda colocação.

Apenas 15% dos inquilinos alegaram problemas financeiros, como desemprego e optam entregar as respectivas unidades, dizendo que vão morar com parentes. E os outros 15% dos entrevistados apresentaram problemas diversos como, manutenção do imóvel, mudança para um local mais próximo do trabalho (trânsito), lugar barulhento, problemas com vizinhança, entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.