25/08/2010

DF permanece com o 2º lugar em faturamento e em número de unidades vendidas

Fonte: Revista ZAP Imóveis
Brasília conquistou o segundo lugar em número de unidades vendidas (Foto: Divulgação)
Brasília conquistou o segundo lugar em número de unidades vendidas (Foto: Divulgação)

O mercado imobiliário do Distrito Federal, que completou 50 anos no dia 21 de abril deste ano, está aquecido, tanto que em 2008 ultrapassou o Rio de Janeiro e consolidou-se, assim, como o segundo do País em faturamento e em número de unidades vendidas, atrás somente de São Paulo.

Segundo o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (Secovi-DF), em 2009, os lançamentos de imóveis movimentaram R$ 11,7 milhões por dia – um total de R$ 4,3 bilhões no ano.

“Brasília deu um salto muito grande em 2009. São Paulo, que possui 18 milhões de habitantes, vendeu 7,5 bilhões de reais em lançamentos, enquanto a capital federal, que tem 2, 6 milhão pessoas, faturou quase metade desse valor”, conta o presidente do Secovi-DF, Miguel Setembrino.

O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Distrito Federal (Creci-DF), Hermes Alcântara, afirma que o mercado encontra-se aquecido em razão de suas mais de 100 construtoras, as quais dão conta de abastecer o mercado em todos os seus níveis sociais. Os maiores nichos do Distrito federal, enumera, são Samambaia, Ceilândia e a chamada área do entorno, onde fica, por exemplo, Valparaíso de Goiás. Já o novo Setor Noroeste contempla inteiramente a classe A.

LEIA MAIS:

Aos 50 anos, Brasília vive boom imobiliário

Noroeste será o primeiro bairro ecológico brasileiro

ZAP Imóveis faz sua estreia em Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.