02/02/2007

Dos anos 50, mas cara de século 21

Fonte: Jornal da Tarde

Rogério Assis/AE Zap o especialista em imóveisProjeto da arquiteta Bela Gebara, que privilegia os espaços amplos e livres

O tamanho (80 m²), a distribuição espacial e a localização (próximo à Avenida 9 de Julho, nos Jardins) determinaram a compra do apartamento dos anos de 1950, em novembro de 2003. Insatisfeita com o excesso de paredes, a assessora de comunicação Vânia Bueno, antes de se mudar, pediu socorro à arquiteta Bela Gebara.

“Versatilidade é o norte desse projeto. Com espaços e armários multiuso, abri o leque de opções”, explica. Depois de nove meses de obras (que, em valores atuais, custou cerca de R$ 80 mil), Vânia tomou posse do imóvel com ares de loft.

Alguns itens permaneceram originais: as janelas de madeira tipo guilhotina, os tacos de ipê rosa – que ganharam raspagem e sinteco – e as portas de entrada em peroba natural do lavabo e do banheiro, todas elas com vidro translúcido – o mesmo do modelo curvo que fecha a área de serviço, nos fundos. “Mantive esse vidro e as janelas para dar uma leitura de época ao estilo contemporâneo do apartamento”, explica a arquiteta.

O forro da cozinha, rebaixado cerca de 50 cm, abraça a antiga viga e acompanha o alinhamento dos outros ambientes. No lavabo, serve para embutir a iluminação e a tubulação. E, agora, cortinas em tecido feitas pela própria Vânia ocupam o lugar de antigas paredes e portas nas salas de TV e de jantar.

 

Leia também

 

Moradia com estilo de vida  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.