04/01/2008

Economia maior com nova linha

Fonte: Jornal da Tarde

Quem esperou 2008 chegar para realizar o sonho da casa
própria certamente vai se dar bem. Isso porque as ‘sementes’
plantadas pelo mercado imobiliário em 2007 – capitalização das empresas e a entrada dos bancos no financiamento habitacional – deixaram seus melhores frutos para este ano: aumento da oferta de imóveis e maior facilidade na concessão de empréstimos.

Segundo o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), Miguel de Oliveira, a nova linha de financiamento habitacional da Caixa Econômica Federal disponível desde 1º de janeiro para cotistas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já marca o início
de um cenário que deve ficar ainda mais favorável devido à
maior competição entre bancos.

Simulações feitas pelo especialista mostram que a nova linha da
Caixa pode render, por exemplo, economiade até 18% no valor total a ser pago pela casa própria, de acordo com o preço do imóvel e o prazo de pagamento. Na compra de um imóvel de R$ 350 mil, com financiamento de 80% do valor
(R$ 245 mil), a economia para quem optar pela nova linha chega a R$135 mil, no caso de um financiamento de 30 anos,
em relação a quem optar por uma linha do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), cujos juros são de 12%. O valor total pago no período cai de R$740 mil para R$605 mil.

Em média, o custo dos empréstimos habitacionais destinados à
classe média oscila entre 9% e 12% ao ano mais TR, já as operações com recursos do FGTS terão custo de 8,66% ao ano.

Entenda o que mudou no FGTS

Renda familiar 
–  Não há mais limite para quem pretende obter financiamento
com recursos do FGTS
– Agora, famílias com renda bruta superior a R$4,9 mil também podem tomar empréstimo

Valor do imóvel 
– Limite subiu de R$130 mil para R$350 mil, o que significa
que o valor máximo a ser financiado também subiu:R$245 mil, o que corresponde a 80%

Juros
– Permanecem 8,66% ao ano + TR para a nova faixa de empréstimo mais elevada e 7,66% + TR aos financiamentos populares

Restrições 
– Apenas quem tiver no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS terá direito a tomar a nova linha de financiamento
– Saldo da conta vinculada ao fundo deve corresponder a no
mínimo10% do valor do imóvel 
– Pretendente ao empréstimo
não pode ser proprietário de imóvel residencial na cidade em que reside e nem ter financiamento imobiliário em outra localidade

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.