23/03/2009

Efeitos de luzes e cores harmonizam ambientes

Fonte: Jornal da Tarde

Cores claras, por exemplo, refletem melhor a luminosidade, melhorando a eficiência da iluminação do ambiente

“Tom sobre tom” dá equilíbrio ao ambiente

Além de exercer suas funções principais, que são a de proteger suas paredes de intempéries e umidade e de decorar a casa, a tintura em paredes pode ajudar a regular a temperatura de ambientes internos e criar efeitos que aproveitam a iluminação.

Cores claras, por exemplo, refletem melhor a luminosidade, melhorando a eficiência da iluminação do ambiente.

Fernanda Dall””””Orto, gerente da marca Suvinil, recomenda que haja um equilíbrio de cores no ambiente. Para que não fique sombrio, escuro ou muito “agitado”, móveis mais claros proporcionam equilíbrio.

A composição “tom sobre tom” é uma boa maneira de diferenciar sem perder a mão. Muito utilizada em quartos, a composição é harmônica e cria ambientes equilibrados. As combinações podem ser feitas com o degradê de intensidades.

“É possível brincar com tons vermelhos na cozinha, deixando o vermelho mais forte na parede próxima ao fogão e utensílios e o tom mais claro próximo à mesa”, explica Fernanda.

Caso haja o desejo de destacar uma parede, deve-se analisar o ambiente e verificar qual é a principal, completa. “Pode ser a maior ou em frente à porta de entrada. Se não possuir portas ou janelas, o destaque será maior.”

Caso a intenção seja ampliar o ambiente, deve-se usar cores claras, como tons pastéis, que ainda proporcionam harmonia e tranquilidade. Se a ideia for produzir aconchego, cores fortes, como vermelho e marrom, são as mais indicadas. Mas “cores fortes em ambientes pequenos criam a sensação de opressão”, alerta o arquiteto João Carlos de Oliveira Cesar.

Na escolha da cor, o arquiteto verifica que os maiores problemas estão nos reflexos provocados pelos contrastes. “”””Quando há uma composição com cor clara e escura no mesmo ambiente, o contraste gera movimento. Portanto, a decoração do cômodo precisa ser trabalhada para compensá-lo. “O efeito incomoda a visão. O problema não é o uso do abóbora, mas o reflexo que gera na parede branca.”

Cores com a mesma intensidade, cita, são mais agradáveis. Para ambientes de longa permanência, como salas de estar, Cesar considera a diversidade cromática ideal. “Quanto maior a diversidade, mais aconchegante fica. Monocromáticos tendem a ser desagradáveis caso contemplados por muito tempo.” Brilho na pintura também deve ser compensado com a decoração.

Cores mais fortes podem ser trabalhadas com a decoração

UMA SINFONIA DE TONS E CORES – O arquiteto João Carlos de Oliveira Cesar, professor da Faculdade e Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP (Universidade de São Paulo) e membro de grupos internacionais de estudo de cores, lembra que, como a pintura dos ambientes é de longa duração, deve-se pesar o grau de ousadia e contrastes, bem como o uso de grafismos e texturas.

“A textura sempre foi usada para cobrir paredes tortas ou danificadas, mas são de difícil manutenção. Em uma cidade como São Paulo, o nível de poluição pode corroer a textura ou acumular poeira. Além disso, o custo de aplicação é de duas a três vezes mais caro do que o de tintas para paredes lisas.”

Porém, com o avanço de materiais tecnológicos, Cesar começa a perceber o uso de cores fortes em fachadas. “Como no Brasil o sol é forte, havia uma grande limitação de cores para a fachada, que não resistiam muito tempo ao sol. Hoje, elas podem durar de três a cinco anos, permitido ousar na área externa com cores como vermelho e amarelo, que eram proibidas porque “queimavam” no sol.”

Como tendências para esse ano, a Suvinil destaca seus produtos vermelhos mais intensos. Já tons amarelos vêm mais cremosos e influenciados por alaranjados, com destaque para o amarelo canário. Os verdes são traduzidos em nuances de mel e mostarda.

Os azuis têm pinceladas violetas e são mais intensos e aquosos. Com toque de verde, o azul petróleo é a aposta.

Tons neutros e orgânicos como terra, tronco, bambu e linho, têm interferência tecnológica do cinza.

Para criar um ambiente natural,verdes oliva e floresta podem ser combinados com o fendi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.