20/04/2007

Elevador agrega valor ao edifício

Fonte: Jornal da Tarde

Reforma de equipamento pode valorizar unidades de prédio em até 20%

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisElevador sem casa de máquinas da multinacional alemã Thyssen Krupp

Ter elevador seguro, em pleno funcionamento, não é mais suficiente. Os moradores querem que ele tenha também visual elegante e moderno. Uma reforma superficial e relativamente simples no elevador pode valorizar os apartamentos de um prédio até 20%. Instalar espelhos, melhorar a iluminação e trocar o painel são medidas de excelente custo-benefício, e que dão resultado imediato, afirmam executivos do setor.

A multinacional alemã ThyssenKrupp desenvolveu ‘grifes’ de cabines de elevadores que podem ser adequadas às necessidades e à proposta visual do condomínio.

Outra inovação que traz economia e valoriza os edifícios são os elevadores que não utilizam a chamada casa de máquinas. O empreendimento praticamente ganha mais um andar, que pode ser aproveitado de acordo com as reais necessidades dos moradores.

Com a máquina acoplada no próprio elevador, diminuem-se também ruído e vibrações tanto no edifício quanto dentro da cabine. Esse modelo será usado nos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, para transportar os atletas.

Considerado o meio de transporte mais seguro do mundo, o elevador evoluiu nos últimos anos, acompanhando os avanços tecnológicos em vários países. No entanto, ao contrário do que muitos possam imaginar, a substituição total de um elevador é rara. A modernização do equipamento é feita de forma gradual, de acordo com os interesses e a disponibilidade financeira de cada edifício.

Desde que a manutenção preventiva e corretiva seja feita regularmente por empresas especializadas, e também registradas na prefeitura, a vida útil do elevador pode passar dos 40 anos. Nos novos empreendimentos, a tecnologia nos elevadores já é um requisito básico. Sistemas inteligentes fazem com que o equipamento economize viagens e chegue mais rápido ao seu destino, além de evitar trancos, degraus em relação ao pavimento e não deixar ninguém mais preso por uma eventual queda de energia.

Empresas nacionais desenvolvem soluções com tecnologia de 100% brasileira, como o elevador com comando de voz, útil para pessoa com dificuldade de locomoção ou quando o elevador está lotado, já que ninguém precisa se desdobrar para apertar o botão.

O comando de voz é apenas um recurso adicional, já que o elevador também funciona com toque no painel. Há também um sistema de transponder, um aparelho do tamanho de um chaveiro. Quando o morador entra no elevador, seus dados são identificados e ele é levado automaticamente ao seu andar.

Uma das novidades que mais têm feito sucesso é o acionamento do elevador pela identificação das digitais. Um dos principais benefícios é a segurança, já que até mesmo os dias e horários dos empregados podem ser restringidos. Se há um funcionário que trabalha toda quarta-feira, somente nesse dia o elevador aceitará a identificação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.