22/07/2007

Em debate, tendência da indústria moveleira

Fonte: O Globo

Sustentabilidade e inovação tecnológica estão na pauta de congresso que acontece em São Paulo

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisMóveis populares desenhados por João Baroneza, um dos palestrantes

 

 

 

Com faturamento de mais de R$17 bilhões e exportações da ordem de US$1 bilhão por ano, o setor de móveis do país vai se reunir em São Paulo, nos dias 7 e 8 de agosto, no 2ºCongresso Nacional Moveleiro. O evento, promovido pela Associação Brasileira do Mobiliário (Abimóvel) em parceria com o Sebrae Nacional, vai discutir o design como estratégia competitiva; o que o consumidor busca no ponto-de-venda; a sustentabilidade do setor e os caminhos para o desenvolvimento e a inovação tecnológica.

De acordo com dados da Abimóvel, a indústria conta com mais de 16 mil empresas no país, sendo a grande maioria microempresas (12 mil). Mas, ainda assim, há algum tempo o setor vêm recebendo fabricantes internacionais. Na palestra “Empresas gerenciadas para crescer”, Arão Sapiro, especialista em gestão estratégica, apresentará aos participantes caminhos para se destacar nesse competitivo mercado:

— A diferença pode estar, por exemplo, no diálogo entre os diferentes atores da cadeia produtiva ou no estabelecimento de novas formas de comercialização. Franquia e internet são algumas das melhores opções, ainda pouco usadas pelo setor.

FGV apresentará pesquisa sobre impacto do design

Divulgação Zap o especialista em imóveis

 

 

 

 

 

 

 

Na palestra “Tecnologia e inovação para produzir com melhor resultado”, o gerente da unidade de Inovação e Acesso à Tecnologia do Sebrae, Paulo Alvim, falará sobre como os centros de design e de tecnologia podem contribuir para o desenvolvimento de negócios no setor moveleiro.

— A inovação está começando a entrar na agenda das empresas do setor moveleiro pois, num ambiente muito competitivo, não bastar ter qualidade. O Sebrae tem uma carteira de projetos em todo o território nacional para apoiar empresas de móveis e madeiras. Em APLs (os arranjos produtivos locais do Sebrae) como Ubá (SP) e São Bento (RS), o design colocou o móvel brasileiro no mercado internacional, o que é o principal indicador de competitividade — diz Alvim.

Um dos momentos mais esperados do congresso, aliás, é o painel “Design no chão de fábrica como estratégia competitiva”, no qual a Fundação Getúlio Vargas apresentará, em primeira mão, os resultados da pesquisa “O impacto do design de produto no faturamento das empresas”, realizada em parceria com a Associação de Designers de Produto (ADP). O painel terá a participação de designers renomados como Fernando Jaeger e João Baroneza — o primeiro cria móveis para um público mais sofisticado e o segundo trabalha com o segmento popular. Ademir Bueno, da Tok & Stok, também apresentará o case da empresa, que tem hoje 25 lojas em 11 estados e vende um milhão de produtos por mês.

Três eventos em um para formar a Semana Moveleira

Divulgação Zap o especialista em imóveisO Banco Bienal, de Fernando Jaeger, que também participa do painel sobre design

No talk-show “Sustentabilidade do setor moveleiro”, serão abordadas as tendências do mercado internacional e suas repercussões e adaptações ao mercado nacional, além de novas tecnologias (equipamentos e materiais) aliadas à produção. O moderador será o engenheiro agrônomo Marcos Antônio Fujihara, diretor do Instituto Totum e da Key Associados e um dos maiores especialistas brasileiros nesse tema.

Também serão apresentados projetos premiados, como o da Leo Madeiras, que criou um conselho de sustentabilidade. Quem contará essa história na conferência será o presidente da empresa, Hélio Seibel.

E, no debate “Mais perto do cliente final”, especialistas vão discutir o que o consumidor busca no ponto-de-venda. O jornalista Heródoto Barbeiro será o mediador do bate-papo entre José Francisco Vieira, presidente do Grupo Mobile, Stella Susskind, diretora de Planejamento da Intersciense, e o arquiteto e designer Guto Requena, pesquisador do Nomads, o Núcleo de Estudos de Habitares Interativos da USP.

O congresso — que será realizado no Novotel Center Norte, em São Paulo — faz parte da Semana Moveleira, que inclui ainda dois eventos: a 25ª Feira Internacional de Vendas e Exportação de Móveis (Fenavem), e a 3ª Feira de Tecnologia e Fornecedores da Indústria de Móveis do Estado de São Paulo (TechMóvel). Essas duas feiras acontecerão no Pavilhão de Exposições do Anhembi, entre os dias 6 e 10 de agosto.

— Ao realizarmos três eventos numa mesma semana, nós queremos propiciar a toda cadeia moveleira o que de mais representativo existe atualmente no que se refere a mobiliário, máquinas, política setorial e tendências — afirma o presidente da Abimóvel, José Luiz Fernandez.
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.