24/09/2018

Em 10 anos, São Paulo lançou mais de 160 prédios sem garagem

Região central da cidade concentra 39% das unidades lançadas nos últimos cinco anos; Aclimação, Vila Mariana, Vila Madalena e Moema possuem o preço de m² mais elevado

Fonte: ZAP em Casa

Nos últimos anos, com a mudança de comportamento da população, o uso do carro sofreu grandes questionamentos e muitos moradores dos grandes centros abriram mão de seus veículos para optar por transportes alternativos, como ônibus, trem, metrô e os aplicativos de mobilidade. Essa mudança refletiu no mercado de imóveis e isso foi destacado em uma pesquisa realizada pelo ZAP, empresa do Grupo ZAP, que analisou o lançamento e a presença de imóveis sem garagem na cidade de São Paulo. A principal análise mostra que nos último 10 anos, 166 empreendimentos foram lançados, totalizando mais de 21 mil apartamentos.

Um dos destaques da pesquisa é a presença deste novo modelo de imóvel em regiões importantes da cidade. Os bairros da Sé (1.798 unidades), Bela Vista (1.179) e República (961) concentram 63% do total de apartamentos sem vagas lançado na região central da cidade nos últimos cinco anos. A Vila Prudente (866) se destaca na Zona Leste, já na Zona Oeste e Sul os bairros líderes são Barra Funda (1.196) e Campo Limpo (1.022).

São Paulo
São Paulo (Foto: Shutterstock)

O tamanho médio de um apartamento de um dormitório sem vaga é 32 m², já com dois dormitórios a metragem sobe para 44 m². Esse tamanho compacto é uma característica marcante dos apartamentos sem vagas. Nos últimos cinco anos, 41% daqueles de um dormitório foram lançados com até 30 m² e 59% de 31 a 45 m², já 92% dos de dois dormitórios possuem de 31 a 45 m². Para a gerente de inteligência de mercado do ZAP, Cristiane Crisci, esse modelo de imóvel será uma tendência importante no mercado, já que as gerações mais novas tendem a alugar mais e abrir mão do carro abrir mão do carro e morar num bairro com maior oferta de transporte público ou próximo ao trabalho, elevando sua qualidade de vida. “É muito importante identificar que esse novo cenário é o reflexo da mudança de um comportamento social, com a evolução do transporte público, esses modelos serão cada dia mais presentes e mais próximos dos ideais das gerações futuras”, detalha.

Os bairros da Aclimação, Vila Mariana, Moema e Vila Madalena possuem o valor médio mais alto de m² para imóveis sem garagem e com 1 dormitório: R$15.696, R$13.081, R$12.553 e R$12.275, respectivamente. Itaquera (R$ 5.399) e Cambuci (R$ 6.161) são os de valores mais baixos, entre os lançamentos do último triênio. “Esses valores mostram como os imóveis são uma alternativa para quem busca comodidade e um modo de viver com a cidade diferente. Mesmo com a metragem mais baixa, esses modelos possuem uma área comum pensada para atender as necessidades do dia a dia, como lavanderia coletiva, por exemplo. Quando vemos nos imóveis de dois dormitórios, mas na mesma categoria sem vaga, Itaim Paulista (R$4.081) e Butantã (R$4.257) se destacam com os valores mais baixos”, finaliza Cristiane.

prédio sem garagem
(Foto: Shutterstock)

+ Pesquisa mostra os imóveis mais desejados para compra na região Nordeste

+ Pesquisa mostra os imóveis mais desejados para compra na região Sul

+ Pesquisa mostra as características dos imóveis mais desejados para compra no Brasil

+ Pesquisa realizada pelo ZAP mostra os imóveis mais desejados para compra na região sudeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.