01/06/2010

Empresários da construção civil estão otimistas com o setor no mês de maio, revela CNI

Fonte: O Globo
Indicador de otimismo é maior entre os empresários de grandes empresas (Foto: Divulgação)
Indicador de otimismo é maior entre os empresários de grandes empresas (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro – E os empresários da construção civil seguem otimistas com o setor no mês de maio. De acordo com a Sondagem da Construção Civil, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a expectativa em relação ao nível de atividade do segmento para os próximos seis meses ficou em 66,4 pontos, resultado acima dos 66 registrados em abril. O indicador varia de 0 a 100 pontos e valores acima de 50 representam expectativa positiva dos empresários.

A pesquisa foi feita com 329 empresas, sendo 171 pequenas, 124 médias e 34 grandes. O indicador de otimismo é maior entre os empresários de grandes empresas, que ficou em 71, 3 pontos; seguido pelo das médias empresas, com 66,1 pontos; e, por último, das pequenas, com 61,3 pontos.

Conforme a Sondagem, a evolução do nível de atividade do setor continuou crescendo em abril. O indicador ficou em 53,9 pontos, ante 55,8 registrados em março. Somente as pequenas empresas não expandiram as atividades e registraram 49,9 pontos, o que indica estabilidade.

91% DA INDÚSTIRIA DE CONSTRUÇÃO ESPERA ÍNDICE DE VENDA DE MATERIAIS, MOSTRA ABRAMAT – Segundo Sondagem de Expectativas da Abramat (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção), 91% dos empresários da construção civil acreditam que o mês de maio fechará com bom índice de vendas. Os outros 9% dizem que as vendas serão regulares, não sendo nem melhores nem piores. Em relação às vendas para o mercado externo, as expectativas positivas somam 53%, as regulares 17%, e as pessimistas 30%.

O levantamento apontou também que as empresas têm boas expectativas em relação às ações do governo para o setor da construção civil nos próximos 12 meses. O índice teve alta de 80% em maio e está relacionado às ações governamentais de desoneração do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para os materiais de construção, pelo programa Minha Casa, Minha Vida e pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Já as pretensões de investimentos nos próximos 12 meses aumentaram, passando de 66% em abril, para 71% em maio. Em relação ao nível de utilização da capacidade instalada, em maio, houve estabilidade em relação ao mês anterior, de 87%.

LEIA MAIS:

SAIBA COMO FINANCIAR UM IMÓVEL

SAIBA QUAIS REFORMAS PRECISAM DE AUTORIZAÇÃO DA PREFEITURA

VEJA COMO DECORAR SUA CASA COM UM CLIQUE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.