09/12/2007

Época boa para pechinchar

Fonte: O Globo

De dezembro a março, fica mais fácil negociar a compra do imóvel

A hora é boa. Quem está pensando em comprar um apartamento na planta, pode tentar um bom negócio ainda em dezembro. No caso dos imóveis usados, até março pode ser mais fácil negociar preços e condições, já que a demanda cai daqui até lá. Com o recebimento do décimo terceiro salário, com tantos lançamentos e tanto crédito na praça, quem está de olho na casa própria, assim como quem está decidido a investir no ramo imobiliário, deve prestar atenção no calendário de compra e venda do setor.

O presidente do Conselho Federal de Corretores Imobiliários (Cofeci), João Teodoro da Silva, ressalta que, se dinheiro não é problema, a melhor ocasião para se comprar imóveis é quando o mercado está oferecendo mais unidades — em geral, de abril a novembro. O problema é que, como naquela época a procura também é maior, conseguir uma boa negociação fica mais difícil.

No mercado de lançamentos, ressalta Alexandre Fonseca, diretor-executivo da Basimóvel, a temporada de caça aos compradores vai até o próximo dia 20 — a partir daí, o setor fica praticamente parado por, pelo menos, um mês. Se o público já foi bastante assediado ao longo do ano pelas construtoras, diz ele, nos próximos dez dias deve acontecer um duelo de titãs, onde ganha quem vende mais:

— Hoje, o mercado imobiliário é formado por companhias abertas, que têm metas anuais a atingir. Portanto, para quem quer comprar imóvel na planta pode ser mais fácil negociar nesta reta final de ano. Ninguém quer ter encalhe.

No caso de empreendimentos em que a entrega das chaves já foi feita, os encalhes podem ser atraentes para o comprador. Afinal, é prejuízo para a construtora gastar com taxa de condomínio e publicidade das unidades não vendidas. É como no varejo: se a empresa faz liquidação, cria um atrativo e, conseqüentemente, ganha clientela. Aproveita para chamar a atenção para seus lançamentos.

Preço melhor em áreas de muitos lançamentos

O diretor da Klacon Engenharia, Renato Rembischewski, admite que está correndo contra o tempo na venda de dois lançamentos em Niterói, justamente devido à menor visitação aos estandes nesta época do ano.

— Depois das festas de fim de ano, logo chegará fevereiro, que só tem 28 dias e, ainda por cima, carnaval no meio — afirma Rembischewski que, no entanto, não acredita que necessariamente o consumidor fará um bom negócio, se comprar agora. — O que vai resultar numa boa compra é a grande quantidade de empreendimentos numa mesma região, pois, nesse caso, sim: as construtoras vão oferecer melhores condições.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.