14/11/2008

Escape das armadilhas

Fonte: Jornal da Tarde

Antes de comprar, visite e vistorie o imóvel para não ser surpreendido por problemas diversos

Escolher com sabedoria aquele que pode ser o maior investimento de sua vida não é tarefa fácil. Ao visitar os imóveis de interesse, há uma série de aspectos a ser levada em consideração, além da documentação: localização, vizinhança e estado geral da construção, da estrutura ao acabamento, seja novo ou usado.

O diretor da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp), Luiz Paulo Pompéia, recomenda que a unidade seja visitada algumas vezes antes da decisão. “O ideal é ir em um dia útil e no fim de semana, assim como durante o horário comercial e à noite. Isso evita surpresas desagradáveis, como ficar próximo de um “inferninho” aberto de madrugada, que você não viu porque só foi lá ao meio-dia”, afirma Pompéia.

O imóvel deve ter boa incidência de luz solar, iluminação natural e ventilação. As redes elétrica e hidráulica também precisam ser testadas. Sempre acenda as luzes, abra torneiras e dê descarga nos vasos sanitários – os canos podem ainda ser de ferro e estarem entupidos, por exemplo, soltar ferrugem pelas torneiras. A caixa de luz pode ter ainda fusíveis, em vez de disjuntores, que oferecem maior segurança, assim como há o risco de os fios serem de má qualidade.

Infiltrações
Repare também a ocorrência de infiltrações, manchas de mofo e eventuais problemas no telhado das casas e nas paredes de apartamentos. Esses problemas podem ser vistos também nas áreas comuns dos prédios e fachadas.

Segundo a Caixa Econômica Federal, no caso de imóveis comprados na planta é bom ler atentamente todas as informações do memorial descritivo, que deve conter até os itens a serem disponibilizados nas áreas comuns e de lazer. É interessante guardar todo o material promocional do empreendimento para acompanhar o cumprimento do projeto inicial.

Se o imóvel novo estiver pronto, o comprador pode verificar se tudo que foi prometido em folhetos e prospectos foi efetivamente feito, principalmente no que se refere a material, metragem e acabamento, incluindo elevadores.

Referências
A Caixa aconselha ainda que o comprador solicite referências comerciais de outras obras realizadas pela construtora, além de, no caso de imobiliária, investigar se ela tem cadastro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci). Vale até visitar outro empreendimento e conversar com vizinhos, ver se houve problemas.

O número de vagas na garagem também é uma informação decisiva. Ter apenas uma pode complicar a liquidez numa futura comercialização do imóvel, porque o comprador, se tiver outro carro, terá de pagar, além do condomínio, um estacionamento. Sem contar os problemas de segurança ao estacionar fora do prédio.

Verifique bem o novo imóvel
Verifique a iluminação natural, incidência do sol e ventilação.

Redes hidráulica e elétrica devem estar em bom estado; veja se o quadro de luz ainda usa fusíveis ou já tem disjuntores.

Atenção a infiltrações nas unidades e nas áreas comuns; se for casa, cuidado redobrado com à situação do telhado. Manchas no teto podem evidenciar vazamentos.

Visite o imóvel em horários e dias diferentes para ver o movimento, poluição sonora, trânsito, funcionamento de casas noturnas.

Atenção à ocorrência de enchentes. Em algumas ruas, as casas até têm comportas. Fique de olho.

A realização de feiras também pode ser um problema. Se fora na sua porta, você tem de tirar o carro de madrugada ou não tirá-lo da garagem nesse dia. Se for muito próxima, sua rua pode ser usada como estacionamento.

Converse com vizinhos sobre todos esses aspectos e também sobre o comportamento de outros moradores, que podem ouvir som muito alto de madrugada, por exemplo, e existência de animais barulhentos.

Atenção às especificações de imóveis na planta e novos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.