28/10/2019

Como escolher o porcelanato ideal para sua casa nova?

Versátil e resistente, esta é uma boa opção para o piso, mas é preciso levar em conta muitas variáveis, como tipo e preço

Fonte: ZAP em Casa

Pensar na decoração do imóvel não é tarefa fácil, já que são muitos detalhes a serem decididos. Um ponto fundamental para fazer uma ligação entre todos os elementos e manter uma harmonia é o piso. Só neste quesito entra mais um leque de possibilidades e o porcelanato desponta como uma boa alternativa. Veja as nossas dicas para você escolher o porcelanato ideal para cada ambiente da sua casa.

Pensar na decoração do imóvel não é tarefa fácil, já que são muitos detalhes a serem decididos. Um ponto fundamental para fazer uma ligação entre todos os elementos e manter uma harmonia é o piso. Só neste quesito entra mais um leque de possibilidades e o porcelanato desponta como uma boa alternativa. Veja as nossas dicas para você escolher o porcelanato ideal para cada ambiente da sua casa.

casal escolhendo o porcelanato para a sua reforma
Escolher o porcelanato é uma tarefa importante no momento da reforma (Foto: Shutterstock)

Pense na versatilidade

Os porcelanatos são bastante versáteis, principalmente por terem uma alta resistência. “Eles são adequados tanto para áreas de alto fluxo de pessoas, como escritórios e lojas, quanto para áreas de de médio e baixo fluxo, como imóveis residenciais.

A versatilidade permite, inclusive, que sejam utilizados no revestimento de bancadas de banheiros e cozinhas”, detalha a arquiteta Neide Cirne. Além disso, pelas características favoráveis à manutenção, também podem estar presente em outras situações.

“As áreas externas da casa ou do edifício também podem receber o porcelanato. Principalmente pela fácil limpeza, que é feita apenas com água e sabão neutro, e pela durabilidade, além de trazer beleza às fachadas trabalhadas com um porcelanato bem escolhido, levando-se em consideração os volumes e aberturas onde serão assentadas as pedras”, complementa a aquiteta Rozze Domingues, do escritório Doma Arquitetos

Harmonia

A escolha do porcelanato é muito importante porque o piso precisa estar em harmonia com o restante da decoração. “Os revestimentos de piso e parede, onde podem ser colocados os porcelanatos, irão receber os outros elementos da ambientação, como mobiliário, luminárias, tapetes, obras de arte e objetos decorativos e tudo deve ser considerado nessa hora.

A harmonia de cores e texturas entre todos esses elementos deve estar presente e em geral escolhemos porcelanato de coloração mais neutra para o piso e tons mais escuros ou com algum tipo de textura para as paredes para destacar um volume ou dar mais profundidade ao espaço”, afirma Rozze Domingues.

porcelanato laminado
Os porcelanatos garantem estilo e versatilidade aos ambientes (Foto: Shutterstock)

Amplitude dos porcelanatos

O porcelanato também ajuda, a depender da escolha, garantir uma maior amplitude ao ambiente. Por isso, é importante ficar atento ao tipo e tamanho que será eleito.

“Muitas vezes, quando as pessoas pensam em como escolher o porcelanato, elas acreditam que devem eleger o menor porque o espaço é pequeno. Mas, ao contrário do que se pensa, em relação ao piso, quanto menor o ambiente, maior deve ser a pedra.

A questão é que, quanto menos recorte tiver no piso, a sensação de amplitude aumenta e o lugar cresce. Ou seja, a escolha da dimensão da pedra é um dos recursos para aumentar o ambiente”, explica Rozze Domingues.

Além disso, é importante também avaliar como será feita a aplicação no imóvel. “Se não for uma área grande, o ideal é aplicar o mesmo tipo de piso para vários ambientes e isso vai garantir uma sensação de ampliação do espaço”, acrescenta Neide Cirne. 

São vários tipos existentes no mercado

Segundo Neide Cirne, os porcelanatos podem ser divididos em duas categorias, que são os técnicos e esmaltados.

“Os técnicos não recebem nenhuma camada de esmalte na superfície, eles têm alta resistência, e são recomendados para áreas de maior fluxo de pessoas, como área de lazer e varanda. Ele também tem uma baixa absorção de água e é bastante utilizado em áreas comerciais, como shoppings ou lojas.

porcelanatos técnicos
Os porcelanatos técnicos ou foscos são ideais para lavanderias, varandas e áreas externas (Foto: Shutterstock)

Já os esmaltados recebem uma camada de esmalte por cima da massa. A superfície pode ser lisa ou áspera, brilhante ou mate”, detalha. Eles ainda podem ter diferentes acabamentos.  

Localização

É importante analisar cada ambiente que o porcelanato será aplicado porque às vezes um se adequa perfeitamente a um ambiente, mas não fica bom em outro por uma série de razões, que vão desde a parte técnica como a estética.

“Decidir por utilizar um mesmo tipo em toda a casa pode ter um resultado bom em determinado ambiente e ruim em outro. Para áreas internas, os polidos são uma boa alternativa, mas para ambientes sujeitos a água, como banheiros e cozinhas, o mais indicado são os esmaltados, mas sem polimento, que sejam foscos, porque eles dão mais aderência”, pontua Neide Cirne.

escolher o porcelanato
(Foto: Shutterstock)

Para aplicação em áreas externas, é fundamental escolher um porcelanato que traga segurança para quem for circular na área. Além disso, precisa ser de um material mais resistente por conta da exposição. “Neste caso, os porcelanatos devem ser mais ásperos na superfície, para evitar quedas em pisos molhados, além de trazer segurança por ser um produto resistente a intempéries, como é o caso de áreas de lazer e varandas”, afirma. 

Bordas

Existem os porcelanatos com o acabamento reto e os com as bordas levemente arredondadas e a escolha entre um e outro vai influenciar no resultado final. “O reto permite que o acabamento seja mais uniforme porque a peça e o rejunte ficam no mesmo nível, além de garantir um espaçamento menor entre as peças, formando uma unidade em todo o cômodo. No porcelanato arredondado, o rejunte fica um pouco abaixo do porcelanato”, pontua Neide Cirne. 

Aplicação e rejunte dos porcelanatos

Por se tratar de um material delicado e com alto valor agregado, é preciso cuidado na hora de aplicar o porcelanato no piso. “É importante contratar profissionais experientes e qualificados, afinal de contas é um material de alto custo e que, em caso de perda, por falta de cuidado de quem está aplicando, vai gerar um gasto extra. Em algumas situações pode até ser difícil encontrar o mesmo produto porque os lotes podem dar diferença de cores”, ressalta Neide Cirne.

E não é apenas a escolha do porcelanato que vai influenciar no resultado final dos ambientes. Alguns detalhes também acabam fazendo a diferença, como o rejunte. O primeiro cuidado é em buscar o rejunte recomendado pelo fabricante. “A escolha do rejunte também é importante, já que ele é o responsável por unir as peças e preencher os vazios das juntas entre os porcelanatos. Ele também serve para proteger as quinas e evita quebras. O ideal, esteticamente, é que a tonalidade seja parecida com a cor do porcelanato”, complementa. 

Custos dos porcelanatos

Como existem muitos tipos de porcelanato, também há uma variedade enorme de preços, então é preciso ficar atento em como escolher o porcelanato que cabe no orçamento. “Os valores desse produto cabem em todos os bolsos. Temos opções com preços acessíveis que têm a feição de pedras mais caras oferecidas no mercado que não comprometem o resultado final. Desta forma, é possível imprimir beleza ao lugar adquirindo peças por um custo-benefício bem favorável”,explica Rozze Domingues. “Mesmo que seja um investimento, ele agregará valor ao imóvel, pela beleza, durabilidade e resistência”, complementa Neide Cirne.

Leia mais:

+ Como limpar piso laminado

+ Dicas exclusivas para você escolher o piso da sala

+ Criatividade para você escolher o piso do box do banheiro

+ Pensa em comprar ou alugar um imóvel?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.