17/06/2007

Espuma e colher servem para criar

Fonte: O Estado de S. Paulo

Com técnica e imaginação, até chapa de raio-x pode virar ferramenta para transformar um ambiente

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisFlores – O estêncil é uma das técnicas utilizadas para texturizar a parede; os motivos e cores florais são tendência mundial para decoração

 

 

 

Tinta desbotada, parede sem graça. Essa é a impressão de quem vive já há um tempo na mesma casa. Nem sempre é possível fazer uma reforma, mas os produtos disponíveis no mercado podem ajudar a promover uma verdadeira transformação nos ambientes.

Trocar a cor da parede ou trabalhar uma textura são soluções viáveis, que podem ser feitas pelo próprio consumidor. E, com a ajuda da internet, é possível prever e calcular as mudanças em cada cômodo. Os sites dos fabricantes oferecem simuladores para o consumidor testar as cores e calcular a quantidade de tinta necessária.

Se a opção for a textura, existem diversas técnicas que podem ser desenvolvidas, com ajuda de ferramentas como desempenadeira e espátula e até utensílios domésticos como colheres, fita crepe, vassoura – os desenhos variam de acordo com a imaginação de quem vai fazer o trabalho.

Uma das técnicas mais populares é o uso do estêncil, um molde vazado que pode ser usado para pintar, além de paredes, papel ou tecido. “A tendência atual é o floral, tanto para a forma dos desenhos quanto para as cores”,diz a coordenadora do laboratório de cores das tintas Coral, Wilma Yoshida.

Para quem resolver se aventurar sozinho na hora de trabalhar a parede, a consultora de cores da Suvinil, Érica Taniguti dá a dica. “Você pode fazer seu próprio molde usando antigas chapas de raio-x. Basta dar um banho de água sanitária que ela se torna fosca e ideal para ser transformada em molde. Então, é só desenhar em cima e recortar com um estilete o desenho que quiser.””””

Para quem não tem experiência, a dica de Wilma é testar a textura em uma parede mais discreta, em que seja possível refazer o trabalho, caso alguma coisa dê errado. “É preciso também ficar atento às recomendações da embalagem e, em caso de dúvida, entrar em contato com o atendimento dos fabricantes dos produtos.”

A textura pode ser pensada até como uma saída para cobrir pequeno defeitos, diz o coordenador do departamento técnico da Solventex, Fábio Martinelli. “As fissuras devem ser impermeabilizadas, mas o trabalho na parede é uma boa forma de esconder o reparo.”

Há três tipos de massa para esta finalidade no mercado: a fina, a média e a rústica. A variação entre elas se dá pelo tamanho e tipo das partículas que as compõem. A média é indicada para trabalhar a criatividade dos estreantes na técnica, por ser mais versátil. E é ideal para os ambientes internos. Para o lado de fora da casa, a tendência é usar a massa rústica.

Quem optar por mudar apenas a tonalidade das paredes, deve considerar, além do gosto pessoal, a durabilidade e resistência da tinta. O látex PVA, por exemplo, tem vida útil de um a dois anos, de acordo com Érica, enquanto a tinta acrílica pode manter-se por até cinco anos.

Efeito modernista

O movimento artístico modernista é a inspiração para este tipo de trabalho em relevo. Para colocar as mãos na massa, é preciso textura acrílica lisa, desempenadeira, palitos de churrasco, espuma ou rolo de lã, gel envelhecedor e esponja.

Divulgação Zap o especialista em imóveis

 

1- Limpe a superfície em que deseja fazer o efeito. Aplique a textura acrílica lisa, deixando uma camada espessa para ser trabalhada. Na massa úmida, faça desenhos geométricos com os palitos de churrasco. O efeito é obtido com movimentos curtos. Os desenhos também podem ser feitos com escovas ou garfos.

Divulgação Zap o especialista em imóveis

 

2- Quebre os palitos em diversos tamanhos e aplique-os sobre a massa. A disposição vai variar de acordo com a sua criatividade. Cubra os pedaços de palito com a textura lisa para fazer um tipo diferente de relevo na superfície. Espere secar por 12 horas.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveis

 

3- Aplique o gel envelhecedor com a espuma ou rolo de lã. Com a esponja, retire o excesso e espere secar por 6 horas. O custo médio da textura acrílica lisa e do gel envelhecedor é de R$ 8

Serviço

Sites

www.suvinil.com.br

www.tintascoral.com.br

www.solventex.com.br

www.universo.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.