26/05/2011

Esquadrias, portões e até azulejos ocupam espaços inusitados na casa

Fonte: O Globo
(Foto: Simone Marinho)
(Fotos: Simone Marinho)

Usar objetos em funções totalmente diferentes das usuais é um recurso que costuma conferir personalidade à decoração. Imagine então aproveitar elementos estruturais, como esquadrias de madeira, portões de ferro e até azulejos, em lugares inusitados? O resultado pode ser surpreendente, principalmente se uma boa dose de inspiração vier à tona.

A arquiteta Eliane Fiuza, por exemplo, usou um portão de ferro – daqueles bem antigos e cheios de arabescos – como cabeceira para a cama de um quarto de casal com toque mais contemporâneo, em que os criados mudos têm linhas retas. A ideia foi da própria cliente, que viu o portão ao passar por um brechó no Alto da Boa Vista.

“Contratamos um artista plástico que deu um ar enferrujado à peça. Também cortamos algumas de suas abas para que ele se encaixasse no espaço da cabeceira”, explica Eliane.

Projeto de Carla Dichy no Casa Cor SP tem azulejos no teto
Projeto de Carla Dichy no Casa Cor SP tem azulejos no teto

Num dos projetos do Casa Cor São Paulo, que começa na próxima terça na capital paulista, os azulejos subiram pelas paredes e foram parar no teto. A sala multiuso de Carla Dichy une espaço gourmet, home theater e uma área dedicada às crianças. A proposta era ter um ambiente que pudesse integrar toda a família, mesmo em momentos diferentes. Mas Carla fez questão de delimitar cada um com elementos arquitetônicos. No caso do Espaço Gourmet, o limite foi estabelecido por uma parede feita com um kit de azulejos de cinco diferentes desenhos. E todos no mesmo tom.

“Como se trata de uma área dedicada à integração familiar, eu achei que essa solução ia trazer aconchego ao ambiente. Até porque, esse não é um espaço para cozinhar, mas sim para reunir as pessoas em torno da mesa, em pequenas refeições”, afirma a arquiteta.

Em outros dois projetos, para pequenas salas de jantar, o toque especial veio das portas e janelas antigas. Como estavam muito desgastadas e empenadas – já que os apartamentos tinham mais de 60 anos -, as peças não puderam ser aproveitadas em suas funções originais. Mas a madeira era de boa qualidade e, por isso, a designer de interiores Flávia Secioso não quis simplesmente descartar o material. Unindo pedaços e invertendo as posições das portas, ela criou mosaicos com as esquadrias, que deram origem a dois grandes painéis decorativos.

Painéis feitos com esquadrias de madeira ganharam ar retrô com pintura amarela e fotos do Rio antigo
Painéis feitos com esquadrias de madeira ganharam ar retrô com pintura amarela e fotos do Rio antigo

Um deles, inclusive, ganhou um ar retrô com uma coloração amarela e fotos do Rio Antigo emolduradas.

“Quis aproveitar o máximo do material que guardava a história daqueles apartamentos e o descarte acabou sendo mínimo”, conta Flávia.

No outro, as marcas deixadas pelo tempo na madeira foram aproveitadas, dando um ar mais rústico ao espaço:

“A ideia era que aquele pequeno jardim de inverno parecesse uma varandinha. Para isso, coloquei uma iluminação por trás e em alguns vidros colei pedaços de chita”, diz.

LEIA MAIS:

Móveis e ambientes revelam suas facetas ocultas

Confira dicas para fazer um jardim perfumado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.