08/07/2009

Estado prepara programa habitacional para idosos

Pequenos condomínios serão subsidiados pelo governo

A Secretaria estadual de Habitação do Rio finalizou o estudo para implantar um projeto-piloto que vai construir pequenos condomínios para a população idosa. O estudo já foi apresentado a prefeitos de municípios da Baixada Fluminense e do interior do estado, que manifestaram interesse em aplicá-lo, segundo o secretário da pasta, Leonardo Picciani.

O projeto consiste em construir condomínios de 50 a cem unidades, com infraestrutura, acessibilidade, áreas de lazer e centros de convivência. A ideia é erguer esses empreendimentos próximos aos centros urbanos. Os recursos serão do governo do estado e os idosos provavelmente terão que se inscrever. De prestação, deverão pagar um valor simbólico.

“O levantamento sobre a viabilidade econômica ainda nau foi concluído. Por isso, nao temos certeza de como será feito isso. Mas contaremos com as parcerias das secretarias de Saúde, Assistência Social e Lazer para implementar o projeto “, disse Picciani.

ESTUDO FOI APRESENTADO A PREFEITOS DA BAIXADA E DO INTERIOR – Segundo ele, até o fim do ano, quatro condomínios devem ter as obras iniciadas.
 
“O resultado dessa experiência servirá como base para um projeto maior, a partir do ano que vem”, afirmou o secretário.

INSCRIÇÕES NA ALERJ – A Comissão de Política Urbana, Habitação e Assuntos Fundiários da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj) já cadastrou 978 pessoas interessadas em participar do programa “Minha casa, minha vida”, do governo federal.

O serviço de cadastramento foi inaugurado na segunda-feira e reúne uma sala de atendimento, no prédio da Alerj (Rua da Alfândega 8, no Centro do Rio); o site www.alerj.rj.gov.br/habitacao; o atendimento itinerante numa van; e o Disque-Habitaçao(0800-282-8891).

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.