29/11/2012

Exclusividade no topo: piscinas em coberturas embelezam residências e hotéis

Exclusividade no topo: piscinas em coberturas embelezam residências e hotéis

Fonte: Revista do ZAP

Projetadas conforme o estilo do consumidor, as piscinas instaladas em terraços dão um toque personalizado às construções

Os terrenos íngremes da baía mexicana de Zihuatanejo, nas margens do Oceano Pacífico, servem de inspiração para que o arquiteto Enrique Zozaya, natural da região de Guerrero – próxima a Acapulco –, utilize os recursos locais e a criatividade para proporcionar uma experiência única aos visitantes. Turistas e moradores têm a oportunidade de conhecer seu trabalho em hotéis e residências espalhados pela costa: a sensação de estar entre o céu e o mar.

Reinaldo Coser Jr.Existem dois diferenciais fundamentais das piscinas no topo dos prédios, em comparação com as localizadas no andar térreo: o primeiro é a privacidade, já que a altura afasta diversos olhares; o segundo, a possibilidade de nadar com uma bela vista – seja ela privilegiada pela natureza, como as projetadas pelo arquiteto mexicano Enrique Zozaya, ou especial pela amplitude de visão da cidade.

Isso porque uma de suas marcas registradas, a chamada piscina infinita, faz com que as paisagens oceânica e celeste se misturem ao desenho da própria estrutura, gerando um efeito de unidade entre as águas da piscina e do mar e o azul do céu. Ele ensina que quem pretende ter um espaço diferenciado na cobertura ou terraço de seu imóvel não deve seguir regras, e sim apostar na criatividade.

“Apenas as leis da física têm de ser respeitadas nesses projetos de piscinas. Eu, por exemplo, planejo estruturas em concreto impermeável e modifico as instalações tradicionais, para evitar vazamentos. As piscinas infinitas surgiram da ideia de imitar a cor do mar, o que é muito difícil de alcançar, já que ela muda constantemente. À tarde, principalmente, o reflexo do céu na água pode produzir esse efeito pretendido”.

Reinaldo Coser Jr.

Além da criatividade, o arquiteto Luciano Teston, do Studio Teston, salienta que é necessário “identificar a potencialidade dos espaços e colocar energia para transformá-los”. “Procuro entender as motivações do cliente e seu estilo. Mesmo atuando em específicas circunstâncias locais e técnicas pré-determinadas, é possível ter uma visão mais abrangente, considerando questões como a mudança da luz natural, de acordo com a passagem do dia, e o entorno. Isso é fundamental para um projeto harmônico com a paisagem”, diz ele.

Reinaldo Coser Jr.

Entre as circunstâncias para a colocação da piscina estão o espaço físico disponível e o cálculo estrutural do imóvel, como explica Jorge Nei Teixeira, da Aquatec-RS. “Ela será construída numa laje e é preciso fazer contenção externa, de preferência em alvenaria, que deve ser recheada de cimento e areia. Em algumas piscinas retangulares, é possível fazer contenção apenas com madeira. Existe ainda uma alternativa mais moderna, as piscinas autoportantes, que já vêm com a parede dupla na espessura, dispensando contenção. Porém, ela custa quase duas vezes o preço de um tanque normal”.
 
Estilo no concreto, praticidade na fibra
Teston sugere que o cliente defina, antes da construção da piscina, se quer uma estrutura personalizada ou prefere investir na praticidade, pois há grandes diferenças entre o concreto e a fibra.

Arquivo Prolazer Piscinas

“A construção em concreto, mais demorada e de custo maior, proporciona amplo espaço para criação e personalização, permitindo maior liberdade na escolha da forma, dimensão e, principalmente, cor e tipo de revestimento. As piscinas de fibra vêm prontas e seguem os padrões dos fabricantes. A instalação é rápida e fácil, e o custo e o peso são menores do que os modelos criados no local. Ela possui algumas vantagens, pois a matéria prima é durável e resiste a bruscas alterações de pressão e temperatura. Instalações como iluminação subaquática, dispositivos de hidromassagem e quedas d’agua são opcionais para ambos os modelos”.

Arquivo Prolazer Piscinas

Tecnicamente, é indispensável verificar se a estrutura do edifício pode receber a sobrecarga de peso proveniente da instalação de uma piscina, bem como o estado da impermeabilização da laje da cobertura. Já o tamanho e o formato são decorrentes do espaço físico disponível e levam em consideração a circulação da borda e a área destinada à casa de máquinas (filtro, bomba e registros), além de instalação elétrica planejada e protegida. A orientação solar é fundamental, pois a piscina tende a ocupar um espaço no qual o sol esteja presente a maior parte do dia. Assim, com água e sol abundantes, o piso do entorno deve ser antiderrapante e antitérmico, evitando acidentes e queimaduras.

Leia mais:
>> Saiba quais os tipos de piso mais indicados para a área da piscina
>> Conheça os dez hotéis com as melhores piscinas do mundo
>> Piscina vai para dentro de casa para ser aproveitada o ano todo
>> Bar na beira da piscina é alternativa para aproveitar os dias quentes do verão

Tags: arquitetura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.