05/11/2009

Feira Construir apresenta projetos com preços acessíveis na mostra Casas Populares

Fonte: O Globo
Modelo de casa em PVC (Fotos: Divulgação)
Modelo de casa em PVC (Fotos: Divulgação)

Rio de Janeiro – As casas podem ser erguidas em aço, PVC e blocos de concreto. Tanto faz o material. O que vale é reduzir os custos de construção e manter um bom acabamento do imóvel. Durante a Feira Construir, que acontece entre os dias 10 e 14 de novembro no Riocentro, a mostra Casas Populares, apresenta diversos sistemas construtivos com preços acessíveis. O evento faz parte da programação do Fórum de Habitação de Interesse Social e tem por objetivo contribuir para o plano Habitacional do governo “Minha Casa, Minha Vida”. Os projetos têm área média de 42m² e um custo total que pode chegar a R$ 38 mil, com mobília.

Já pensou em morar em um imóvel com paredes feitas em aço? Pois a Eurobravin, empresa do Espírito Santo voltada para a fabricação de contêineres, desenvolveu um projeto inovador, a Bela Morada, que promete erguer uma casa em cerca de 15 dias com aço galvanizado de 41,4m², com 2 quartos, banheiro, cozinha, sala/copa, forro em gesso e telhado colonial. O custo do imóvel com mobília é de R$ 38 mil sem frete e pode ser construído em todas as regiões do Brasil. De acordo com a consultora de vendas da empresa, Fernanda Maura, esse tipo de material reduz os custos de construção e traz muitos benefícios ao morador.

“A construção tem muitos pontos positivos, dentre eles o conforto térmico e acústico, a qualidade dos materiais utilizados que fazem a casa equilibrar a umidade interna e também a resistência ao fogo, pois neste tipo de construção a propagação é três vezes mais lenta que em construções convencionais”, destaca a Fernanda Maura.

A Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) apresenta no projeto Habitação Casa 1.0 duas alternativas econômicas de construção: a de alvenaria estrutural com blocos de concreto e de concreto celular. Ambas estão adequadas para a reprodução em larga escala para todo o país. As casas têm aproximadamente 42m² com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O custo do material e mão de obra sem terreno, bônus e despesas indiretas (BDI)a infraestrutura gira em torno de R$ 25 mil. A moradia pode ser adaptada conforme a cultura ou a necessidade de determinadas regiões do país, para auxiliar prefeituras, órgãos governamentais e entidades ligadas ao setor habitacional.

Modelo de casa popular em bloco de concreto
Modelo de casa popular em bloco de concreto

“A construção de alvenaria com blocos de concreto traz muitas vantagens, como, por exemplo, a facilidade e a racionalização da execução, precisão dimensional, maior economia final da edificação e elevada resistência e durabilidade.Além disso, pode abrigar as instalações elétricas nos seus vazados, eliminando a etapa de rasgos nas paredes. Considerando todas essas vantagens, a alvenaria estrutural oferece uma economia de aproximadamente 15% do custo total da obra em relação às demais alternativas. Atualmente, a tecnologia permite agregar estética e cores aos blocos de concreto”, diz gerente regional da ACBP Rio, Eduardo D´Ávila.

Os módulos de PVC de duplo encaixe também servem de suporte para construção de casas populares. Desenvolvido pela Royal Building System, o projeto apresenta soluções que garatem uma grande resistência térmica, acústica e mecânica adaptável a todos os tipos de projetos. As paredes não necessitam de revestimentos, pinturas ou tratamentos para manter uma garantia de 20 anos. Ainda assim, aceitam pinturas e revestimento, após anos da montagem inicial.

Modelo de conteiner apresentado no Casa Cor Rio 2009 pelo arquiteto Leonardo Gandolfo
Modelo de conteiner apresentado no Casa Cor Rio 2009 pelo arquiteto Leonardo Gandolfo

UMA CASA CONTÊINER PARA MORAR – E que tal morar em um contêiner? No programa Corredor Sustentável, o arquiteto Leonardo Gandolfo, um dos participantes do último Casa Cor Rio, apresenta uma residência instalada dentro de três contêineres garimpados em cemitérios de cofres de carga que se acumulam nos portos. O projeto inclui sala, quarto, cozinha e banheiro em uma área toda de 45m² com direito a varanda. Gandolfo, apoiado no conceito de sustentabilidade, ergue o espaço com iluminação por LEDs e fibra ótica, sistema de captação de energia solar, de água das chuvas, além de um biodigestor de pequeno porte. Piso de garrafas PET e tintas à base de água fazem parte da decoração.

“O custo da Casa Contêiner equivale a um quarto do cursto de construção de uma casa de alvenaria. Além disso, ela pode ser construída em apenas dez dias. Nós desenvolvemos um sistema que não permite que o imóvel esquente. O sistema modular permite ampliar a casa de acordo com as necessidades de uso”, explica o arquiteto.

Serviço:
Feira Construir – Acontece no Riocentro, entre os dias 10 e 14 de novembro, no Riocentro (Av. Salvador Allende, 6.555, Pavilhão 4 – Jacarepaguá). Mais informações: 21 3035-9100

ENCONTRE SEU IMÓVEL NO ZAP:

LEIA MAIS:

SAQUE DO FGTS TAMBÉM VALE EM FINANCIAMENTO ANTIGOS

LINHA BRANCA: CORTE DE IPI PODE SER DEFINITIVO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.