28/05/2007

Feirão da Caixa movimenta R$ 1,2 bi

Fonte: O Estado de S. Paulo

Valor refere-se à expectativa com negócios nos próximos 2 meses; em quatro dias, evento recebeu 154 mil pessoas

Alex Silva/AEZap o especialista em imóveisCasa cheia – Último dia do Feirão teve mais movimento: maioria dos negócios para famílias de baixa renda

 

Terminou ontem, em São Paulo, a terceira edição do Feirão da Casa Própria, da Caixa Econômica Federal. Segundo os organizadores, 154 mil pessoas foram ao Pavilhão Azul do Expo Center Norte, na zona norte da cidade, durante os quatro dias de evento.

O último dia foi também o mais movimentado e o que mais rendeu negócios. “Muita gente que já havia pesquisado voltou hoje só para concluir a compra. Estamos assinando um contrato atrás do outro”, disse o superintendente regional da Caixa, Sérgio Cançado.

No total, foram assinados 2.980 contratos de financiamento no valor de R$ 180 milhões e encaminhados mais 10.500 negócios, de mais R$ 630 milhões. O maior retorno virá, entretanto, nos próximos meses. “A expectativa é que sejam movimentados R$ 1,2 bilhão em negócios decorrentes do feirão nos próximos 30 a 60 dias.” E a partir de hoje todas as agências da Caixa continuam a atender os interessados nos imóveis, com as mesmas condições do Feirão.

Localização

Com serviços como imobiliárias, incorporadoras e órgãos governamentais à disposição dos interessados, era possível comprar, registrar e financiar em até 100% o valor do imóvel no próprio evento. Mais de 70% dos financiamentos beneficiam famílias com renda de até 5 salários mínimos – faixa que concentra o maior déficit habitacional do País, de cerca de 90%.

Alex Silva/AEZap o especialista em imóveisCrédito – Antonio Carlos conseguiu financiamento de R$ 40 mil

O ajudante de produção Antônio Carlos da Silva e a mulher Iksamara Lima da Silva enquadram-se nesse perfil e conseguiram carta de crédito para um imóvel na faixa de R$ 40 mil. “Moramos na casa de parentes há um ano, mas chegou a hora de termos nossa casinha em Poá, especialmente agora que minha mulher, que já tem uma filha, está grávida”, disse Silva.

A localização é fator determinante para o fechamento da compra. “São 60 mil opções que oferecemos, divididas entre 24 mil imóveis novos ou em construção e 36 mil usados. Há bastante equilíbrio entre os bairros, tanto na oferta quanto na procura”, afirmou Cançado.

O motoboy Rafael Ramos e a vendedora Karina Rodrigues, por exemplo, procuravam uma casa perto de Artur Alvim, na zona leste. “Toda nossa família mora lá, não queremos ir para longe”, revelou Karina.

Investimentos

A meta da Caixa é aplicar, até o fim do ano, R$ 17,4 bilhões em habitação, um investimento recorde, de acordo com o superintendente regional da Caixa. Dessa quantia, R$ 12 bilhões serão em operações com consumidores em todo o País.

“No primeiro quadrimestre deste ano, o banco já financiou R$ 5,16 bilhões, 20% mais do que no mesmo período de 2006”, disse Cançado. Ele destacou também a queda na taxa de juros, de 10,16% para 8,66% ao ano, em financiamentos para famílias com renda entre R$ 3,9 mil e R$ 4,9 mil.

Balanço

154 mil
pessoas visitaram o Feirão da Casa Própria até domingo

2.980 contratos
de financiamento foram assinados, no valor total de R$ 180 milhões

10.500 negócios
foram encaminhados, somando R$ 630 milhões

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.