29/04/2010

Feirão da Casa Própria 2010 terá 69 mil imóveis à venda, com preço médio de R$ 90 mil

Zona Sul apresenta um volume de cerca de 10% do total das unidades (Foto: Divulgação)
Zona Sul apresenta um volume de cerca de 10% do total das unidades (Foto: Divulgação)

Neste ano, o Feirão da Casa Própria , organizado pela Caixa Econômica Federal (CEF), terá 69.300 mil imóveis à venda, entre novos, na planta e usados. O número é superior ao do ano passado em 5%. O valor médio das unidades é de R$ 90 mil e, de acordo com a superintendente regional da Caixa no Rio, Nelma Souza Tavares, a maior parte dos imóveis está localizada na Zona Oeste. Já a Zona Sul apresenta um volume de cerca de 10% do total das unidades.

“O foco da Caixa atualmente é o Minha Casa, Minha Vida. Mais da metade dos imóveis estão enquadrados no programa e tem valor de até R$ 130 mil. A maior parte deles está na Zona Oeste, principalmente em Jacarepaguá”, diz a superintendente.

Do total de imóveis que estará à venda no feirão, são 6 mil são usados, 8,5 mil prontos, 18,9 mil na planta e 35,9 mil do programa Minha Casa, Minha Vida voltados para famílias com renda entre R$ 1.395 e R$ 4.900, foco do feirão este ano. Nesta edição, não serão incluídos imóveis retomados pelo banco, devido, segundo Nelma, à redução expressiva da inadimplência, que passou de 3,2% para 1,46%. Mas, é possível encontrar ofertas para todas as faixas de renda. Os valores dos imóveis variam de R$ 50 mil a R$ 1,5 milhão.

O feirão da Caixa contará com a participação de 80 construtoras e 70 imobiliárias. Todos os imóveis podem ser financiados com recursos do FGTS ou da poupança, com juros a partir de 4,5% ao ano mais Taxa Referencial (TR). O empréstimo pode chegar a 100% do valor da unidade.

CRÉDITO HABITACIONAL DA CAIXA NO PAÍS CRESCE 126% DE JANEIRO A ABRIL – O volume de crédito habitacional concedido pela Caixa Econômica Federal (CEF) bateu novo recorde esse ano. De janeiro a 23 de abril, o banco emprestou o montante de R$ 19,6 bilhões, uma alta de 126% em relação ao mesmo período de 2009, quando foram liberados R$ 8,7 bilhões. De acordo com a Caixa, 323.268 famílias obtiveram empréstimo para a compra da casa própria, quantidade superior em 71% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 134.636 unidades foram financiadas.

“Este ano, em menos de quatro meses, já superamos a contratação de todo o ano de 2007, que era também recorde de contratação até então. Com o feirão, vamos bater novo recorde de crédito imobiliário”, afirmou o vice-presidente de Governo da Caixa, Jorge Hereda, durante a apresentação dos dados em São Paulo.

NÚMERO DE UNIDADES NEGOCIADAS NO RIO NO PRIMEIRO TRIMESTRE SUPERA O MESMO PERÍODO DO ANO ANTERIOR  EM 62,8% – No Rio, o número de unidades financiadas entre janeiro e março de 2010 somou 17.765 mil, superando o mesmo período de 2009 em 62,8%. Já o volume negociado do primeiro trimestre deste ano somou R$ 1.358,693 bilhão, enquanto no ano anterior o crédito atingiu R$ 849,13 milhões. De acordo com a superintendente do banco no Rio de Janeiro, Nelma Souza Tavares, o aumento do número de ofertas equilibrou o volume total negociado.

O banco, que detém 73% do mercado de financiamento habitacional, informou que a previsão para 2010 é emprestar até R$ 60 bilhões ante os R$ 47 bilhões registrados no ano passado. Segundo Hereda, a Caixa tem conseguido manter o percentual de participação de mercado mesmo com o crescimento dos bancos privados.

LEIA MAIS:

FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS NOVOS É O MAIOR EM 20 ANOS

CRÉDITO IMOBILIÁRIO DA CAIXA CRESCE 126% ATÉ ABRIL

SAIBA COMO FINANCIAR UM IMÓVEL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.