10/06/2007

Feirão tem 1.500 imóveis acima de R$ 200 mil

Fonte: O Globo

Órgãos de defesa do consumidor fazem alerta contra ocupação

A classe média também vai encontrar oferta de imóveis no terceiro Feirão da Casa Própria, da Caixa Econômica Federal (CEF), que chega ao Rio nesta quinta-feira e fica até domingo. Do total de 44,5 mil unidades, 3% — isto é, 1,5 mil unidades — têm preços acima de R$200 mil. Outros 1,5 mil imóveis, de valores bem mais em conta (até 25% abaixo do valor de mercado) são retomados de mutuários inadimplentes. Como podem ainda estar ocupados, não são recomendados pelas entidades de defesa do consumidor.

O feirão, que acontece no estacionamento do Supermercado Extra da Barra da Tijuca, terá a participação de 58 construtoras e 55 imobiliárias. São 15,2 mil unidades novas e na planta. Os preços variam: há desde imóveis do Programa de Arrendamento Residencial, com valor médio de R$36 mil, a unidades com valor superior a R$350 mil. Entre os usados, o preço médio é de R$55 mil.

Entidade emitirá certidões negativas durante evento

Dependendo do valor da unidade, o FGTS poderá ser utilizado no financiamento, destaca o superintendente da CEF, José Domingos Vargas:

— Não há limite de financiamento, já que o orçamento para habitação este ano é de R$17,4 bilhões, e o prazo para pagamento é de 20 anos.

A Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio (Anoreg), uma das entidades parceiras, participará do evento emitindo as certidões exigidas pela Caixa. 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.