19/12/2006

Festas de fim de ano são desafio para segurança em condomínios

Fonte: Editoria Zap

Síndicos, funcionários e moradores devem adotar medidas preventivas para evitar surpresas desagradáveis

A época de festas de final de ano traz um desafio a mais para síndicos, funcionários e moradores de condomínios da capital e Grande São Paulo: reforçar os cuidados com a segurança para evitar surpresas desagradáveis na hora da volta. A orientação é da administradora de condomínios Lello.

Recomenda-se que a prevenção seja redobrada, especialmente nos edifícios residenciais. A primeira orientação da administradora é para o morador não deixar a chave do apartamento na portaria. “É importante que o morador planeje a sua iagem e informe o tempo que passará fora ao Zelador do Condomínio. Energia elétrica e Gás devem ser desligados. As portas e janelas trancadas.”, observa José Maria Bamonde, gerente de Relações Humanas e Logística da Lello Condomínios.

Havendo necessidade de regar plantas ou tratar de animais de estimação, a recomendação é para que o morador entregue a chave a um vizinho, parente ou amigo de confiança, deixando, por escrito, uma autorização para que a pessoa possa entrar no prédio. “Igualmente fundamental é comunicar o zelador para que as correspondências possam ser guardadas em local adequado até o retorno do condômino”, afirma Bamonde.

O morador também deve informar, a uma pessoa de sua confiança (de preferência vizinho com o qual tenha relação próxima), o nome do local para onde vai viajar e um número de telefone para ser contatado em caso de qualquer eventualidade.

Para os síndicos, a recomendação é reforçar o sistema de segurança, realizando a inspeção do circuito de alarmes e TV interna do condomínio, caso o condomínio disponha de tais equipamentos. “Nos condomínios com grandes áreas externas, como piscinas, quadras, saunas e jardins, a recomendação é destacar um funcionário que faça rondas periódicas, sobretudo no período noturno. Se o condomínio tiver contrato com uma empresa de segurança patrimonial, é importante solicitar a intensificação da passagem de viaturas pela porta do condomínio”, conclui o Bamonde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.