30/10/2008

Financiamento da casa própria com FGTS crescerá 40% em 2009

Fonte: Diário de São Paulo

A expectativa é de que essas linhas de crédito para habitação recebam R$ 11,84 bilhões em 2009

São Paulo – Apesar da restrição ao crédito motivada pela crise internacional, os financiamentos para casa própria com dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deverão contar com mais recursos disponíveis aos mutuários no próximo ano. A expectativa é de que essas linhas de crédito para habitação recebam R$ 11,84 bilhões em 2009. O valor é 40% superior em relação a este ano, que conta com R$ 8,49 bilhões.

Os valores fazem parte do orçamento do FGTS, que será discutido pelo Conselho Curador, na próxima quinta-feira em Brasília. Deste total, R$ 7,4 bilhões estão reservados para a habitação popular em 2009. O crescimento dos recursos nesse segmento será de 68,18% em relação a este ano, quando o Fundo reservou R$ 4,4 bilhões.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi, durante o Fórum de Debates Político e Empresarial da Associação dos Di-rigentes de Vendas e de Marketing do Brasil (ADVB). Na prática, a iniciativa tenta tranqüilizar o empresariado, que convive com a falta de crédito no mercado em razão da crise. O setor teme que essa situação afete o mercado imobiliário.

Para justificar esse acréscimo nos financiamentos, Lupi destacou que isso será possível graças ao aumento da arrecadação do FGTS. A captação maior foi registrada devido à alta nas contratações com Carteira de Trabalho assinada.

“Com isso, é possível ampliar os investimentos principalmente nas áreas em que o FGTS incentiva”, destacou o ministro, que também é presidente do Conselho Curador.

Ritmo em alta
Na avaliação do diretor-executivo do Sindicato das Empresas de Habitação (Secovi), Celso Petrucci, o anúncio do ministro foi importante para garantir o ritmo de crescimento do setor, em meio à restrição ao crédito.

“Isso prova que não vão faltar recursos para aquisição de casa própria”, destacou ele, que também é conselheiro do Conselho Curador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.