23/12/2019

Financiar dois imóveis é possível? Descubra!

Não há quantidade máxima permitida, porém comprador precisa provar que tem renda suficiente 

Fonte: ZAP em Casa

Se está sobrando dinheiro na sua conta, uma boa notícia: você pode procurar os bancosfinanciar dois imóveis ao mesmo tempo. Ou quantos quiser. Não há restrição, desde a comprovação de renda seja suficiente para quitar as parcelas sem comprometer seu orçamento.  

Só há uma exceção. “Caso a modalidade do financiamento seja aquela que utiliza recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), ao invés da poupança, somente é admitido um financiamento. Como, por exemplo, pelo programa Minha Casa Minha Vida”, explica o advogado especialista em Direito Imobiliário José Ricardo Cintra Jr. 

financiar dois imóveis

Claro que a instituição bancária será mais criteriosa ao analisar o pedido para financiar dois imóveis. “O processo é idêntico, mas o critério utilizado pelo banco ou construtora que irá realizar o financiamento tende a ser mais rigoroso. Afinal, compete a eles examinarem se o financiado terá condições de cumprir o contrato e pagar o empréstimo”, comenta o advogado Brunno Brandi.  

Ele lembra que quem empresta dinheiro quer ter a segurança de que irá receber. E se já há um financiamento sendo pago, a probabilidade de comprometimento da renda aumenta. Consequentemente, cresce o risco de o credor ficar sem receber, caso algo aconteça. 

Segundo Brandi, embora exista entendimento de que as parcelas do financiamento não podem ultrapassar 30% do valor da renda mensal da pessoa, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, em 2017, de forma diferente.  “Não é possível a limitação que as instâncias ordinárias têm imposto às instituições financeiras, ao aplicarem, por analogia, a limitação de 30% prevista para consignados com desconto em folha de pagamento”, diz a decisão. 

Vale lembrar que essa limitação de 30% é aplicada de forma semelhante pelos tribunais, pois a legislação apenas traz esse teto para os empréstimos consignados e não para os financiamentos bancários”, afirma o advogado.  

Orientações 

Antes de financiar mais de um imóvel, tenha certeza de estar com todas as suas contas quitadas, organizado financeiramente, e com condições de viver sem um valor equivalente a 30% de sua renda mensal.  Calcule os custos da aquisição do imóvel e pense nas despesas mensais de manutenção, como condomínio e IPTU.

“Se possível, estude a possibilidade de ter uma reserva financeira de pelo menos seis meses, para caso aconteça algum imprevisto.  Se você não conseguiu juntar pelo menos um semestre de contas pagas, é melhor esperar e não se aventurar em um segundo financiamento”, orienta o advogado Brunno Brandi. 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.